Artigos

Segundo pesquisa a esquizofrenia está relacionada ao uso de maconha  Notícias sobre drogas e alcool - Site Antidrogas

Ao desvendar os mecanismos de ação da maconha no cérebro, cientistas da Universidade de Western Ontario, no Canadá, descobriram que o uso da droga pode levar à esquizofrenia. A equipe do especialista em biologia celular da Faculdade de Medicina Steve Laviolette identificou como os receptores cerebrais da Cannabis sativa, os canabinoides, agem quando a erva é consumida, provocando alterações nas emoções do usuário. De acordo com Laviolette, as mesmas áreas envolvidas com a esquizofrenia — o córtex pré-frontal e a amígdala basolateral — são ativadas pela maconha.

Usando um modelo animal, os pesquisadores descobriram que a ativação dos canabinoides na amígdala amplia o grau de como as experiências são sentidas. Por exemplo, ratos que receberam doses de maconha exibiram um medo desproporcional diante das situações de médio risco às quais foram expostos. “Já quando bloqueamos esses receptores, conseguimos interromper o processo”, contou Laviolette em entrevista ao Correio. “Na amígdala, os efeitos dos canabionoides relacionados às emoções dependem do córtex pré-frontal, demonstrando uma ligação crítica entre essas duas áreas cerebrais”, explica o especialista, cujo artigo foi publicado na edição de ontem do Journal of Neurology.

De acordo com Laviolette, evidências clínicas recentes têm sugerido que o uso da maconha a longo prazo durante a adolescência, quando o cérebro está se desenvolvendo, pode aumentar o risco de esquizofrenia na idade adulta. “Esse tipo de prova é de certa forma controversa, já que é difícil estabelecer relações de causa e efeito em estudos longitudinais. Porém há outras provas fortes que ligam a cannabis à esquizofrenia. Por exemplo, altas doses de drogas derivadas da planta induzem surtos psicóticos. Além disso, estudos clínicos que examinaram post mortem o tecido cerebral de pessoas esquizofrênicas descobriram níveis anormais de receptores canabinoides, principalmente na área do córtex pré-frontal”, diz.
Autor:
OBID Fonte: Correio Braziliense




Publicidade






Apoio





Mauricar
Dando mais saúde à vida de seu veículo