Artigos

A pesquisa "Monitorando o Futuro 2005" mostra um declínio contínuo no uso de drogas por estudantes  Artigos sobre drogas e alcool - Site Antidrogas


Entre 2001 e 2005 houve diminuição de 19% do uso de drogas ilícitas por alunos de 13 a 18 anos. A maconha, por exemplo, caiu 28% entre os estudantes de 13 a 14 anos e 23% entre a faixa etária de 15 a 16 anos

A pesquisa “Monitorando o Futuro 2005 (2005 Monitoring the Future - MTF)” mostra resultados positivos. Não foram apresentadas mudanças significativas no uso de drogas ilícitas entre 2004 e 2005, mas análises da pesquisa revelaram uma diminuição de 19% do uso de drogas ilícitas por alunos de 13 a 18 anos de idade entre o período de 2001 e 2005. Esta tendência é dirigida pela diminuição dos índices do uso de maconha entre estes estudantes. Por exemplo, desde 2001, o uso de maconha caiu 28% entre estudantes de 13 e 14 anos e 23% entre estudantes da faixa etária de 15 e 16 anos.


Desde 1975 a pesquisa MTF vem mensurando o uso de drogas, cigarro, álcool e atitudes relacionadas entre os jovens estudantes dos Estados Unidos. Os participantes da pesquisa relataram o seu comportamento do uso de drogas por meio de três períodos de tempo:durante a vida, após um ano, e após um mês. Participaram da pesquisa no ano de 2005, 49.347 estudantes com idades de 13 a 18 anos de 402 escolas públicas e privadas dos Estados Unidos. Esta pesquisa foi financiada pelo National Institute on Drug Abuse - NIDA, um componente do National Institutes of Health - NIH, e foi conduzida pela Universidade de Michigan.


Enquanto a pesquisa de 2005 mostrou de forma geral um declínio contínuo no uso de drogas, o consumo de barbitúricos e analgésicos, utilizados para inibir dores, continua alto. Por exemplo, em 2005, 9,5% dos adolescentes de 14 e 15 anos disseram ter usado o analgésico Vicodin (não comercializado no Brasil) e 5,5% o potentíssimo OxyContin somente no ano passado. As tendências a longo prazo mostram um aumento significativo no uso de OxyContin de 2002 a 2005 entre alunos de 17 e 18 anos. Também é preocupante o aumento significativo do uso de sedativos e barbituricos entre os estudantes de 17 e 18 anos desde 2001.


“Estou satisfeito em ver o declínio do uso de drogas mostrado nessa pesquisa; entretanto, a tendência ascendente no abuso de medicamentos usados sob prescrição é perturbadora.” diz o Diretor do NIH Dr. Elias Zerhouni. “Nós precisamos nos assegurar de que os adolescentes compreendam os reais riscos de utilizar qualquer tipo de droga.”


“Enquanto os fumantes estão nos mais baixos níveis do histórico da pesquisa e o uso de drogas entre os jovens e adolescentes continua a cair, existem áreas de interesse por drogas específicas”, disse a Dra. Nora D. Volkow, Diretora do National Institute on Drug Abuse - NIDA. “Remédios com prescrição são medicamentos muito poderosos e que são eficazes quando usados corretamente e com supervisão de um médico. O uso desses remédios sem receita é perigoso. É importante que os jovens captem essa mensagem.”

Entre os resultados da pesquisa as principais mudanças de 2004 para 2005 foram:


- O uso de cigarros caiu 2% entre os estudantes de 14 anos; 1,7% entre os estudantes de 15 e 16 anos; e também 2,8% entre os estudantes de 17 e 18 anos.

- No ano passado, 2004, o uso de álcool diminuiu 2,7% entre os alunos de 14 anos; 1,5% entre os alunos de 15 e 16 anos; e 2,1% entre os alunos de 17 e 18 anos.

- O uso de metanfetaminas caiu 1,2% entre os estudantes de 15 e 16 anos e 1,7% entre os alunos 17 e 18 anos.

- E o uso de anabolizantes caiu 1,1% entre os de 17 e 18 anos.

- No mês passado e no ano passado o uso de anfetaminas caiu entre os alunos de 17 e 18 anos.

- Entre 2001 e 2005 o uso de maconha caiu entre os alunos de 14 a 18 anos. Desde 2001, o uso no ano passado, no mês passado e o uso diário também teve queda entre os alunos de 14 a 16 anos.

- O uso de êxtase e LSD, e no ano passado o uso de GHB (êxtase líquido), caíram entre os alunos de 17 e 18 anos de 2004 para 2005.

- A disponibilidade de LSD, êxtase, outros alucinógenos, anfetaminas e tranqüilizadores diminuiu entre os alunos de 17 e 18 anos e a disponibilidade de anabolizantes diminuiu entre os alunos de 14 anos.
Autor: NIDA
Fonte: OBID







Publicidade








Apoio



Copiadora Campos
Art & Design

Toldos Campos
Toldos - Paineis - Adesivos





Mauricar
Dando mais saúde à vida de seu veículo