Artigos

Como cuidar do seu filho dependente químico?  Artigos sobre drogas e alcool - Site Antidrogas



A primeira reação de quem descobre que seu filho usa drogas é o desespero e angústia por pensar nas consequências que estão por surgir na vida da família.

A dependência, como outras doenças existentes na vida do ser humano, deve ser tratada com dedicação, persistência, amor e com altíssima quantidade de paciência.

No uso de drogas as famílias atingidas experimentam sentimentos diversos, os mais predominantes são a culpa, a vergonha e a raiva.

Os familiares sentem culpa pois acreditam que fizeram algo de errado para seu filho (a), que deixaram de dar um presente a mais, que deveriam estar mais presentes, que estarão em falta com seu ente querido, etc.

A vergonha: “ como tantas pessoas criam e educam seus filhos e não usam drogas, como será quando meu filho for a casa de algum parente, quando descobrirem, o que vão dizer, e todos sofreremos preconceito, pois ninguém quer ter um drogado em casa”.



Raiva: “porque tudo que pode ser ofertado foi feito: a melhor escola, a melhor roupa, o melhor calçado, enfim tudo que pude fazer para ele que não tive quando era criança, quando eu era jovem, tudo de melhor eu dei”.

A ligação desses sentimentos com a busca de solução para o problema da dependência química fará com que os resultados fiquem mais longínquos. Não se consegue cuidar de alguém carregando esses sentimentos, pois nunca conseguirá enxergar de maneira clara como tudo está acontecendo.

Já parou para pensar como foi até aqui a caminhada percorrida para que hoje você tenha sua família?

O que moveu o nascimento de seu filho? O que move a criação dele e o que você quer no futuro?

Não existe nenhuma receita pronta para: ter, criar e educar os filhos, pela qual seguiremos, mas devemos pensar em alguns quesitos que se bem considerados vão norteando o caminho a seguir.

Devemos esclarecer alguns termos que são imprescindíveis para nossa reflexão, permeiam nossa vida e aquilo que temos que fazer para nós e para aos que estão ao nosso redor.

Dependente é uma condição da pessoa, seja nas relações, seja pelo vício, pela subordinação, ou estado de quem deve obediência, ou ainda de submissão, sendo assim está sempre preso e necessariamente precisa de algo ou de alguém para fazer qualquer coisa na vida. De uma pessoa que não consegue se desligar de um hábito, de um mau casamento, de uma amizade torta, dos pais, mesmos que estejam na maioridade, etc.

Os dependentes são pessoas que não sobrevivem sozinhos, que buscam o consumo compulsivo de medicamentos ou drogas, necessitam excessivamente de auxílio, ajuda e proteção. Normalmente são dependentes emocionais que costumar viver agarrados à todos aqueles que lhe dão as mãos e não querem soltar mais, vivendo dentro do caos interior, não conseguindo ser autor da própria vida e não tolerando as frustrações impostas por ela.

Independência é a qualidade de depender de si mesmo de forma clara e assertiva, estando livre para fazer as suas escolhas e lidar com os resultados que elas lhe trarão.

Independes são capazes de gerenciar sua vida com autonomia e tem nas outras pessoas o apoio, (não se escoram) veem no próximo uma oportunidade de relação estável e conseguem se relacionar com vários fatos e pessoas.

Os pais devem refletir como estão conduzindo suas relações com seus filhos, para que observem se tudo o que fizeram até aqui ou vão fazer daqui em diante, será para tornar seus filhos dependentes ou independentes.



Estão oferecendo tudo o que é necessário, ou fornecem aquilo que não tiveram e vivem suas realizações nas conquistas dos filhos. Se seus eles conquistam os próprios sonhos ou são as conquistas dos pais. O sonho vivido dos pais com os filhos sãos sonhos desejados por eles?.

Os pais devem ter claro o planejamento da família e também o que são os sonhos do casal e os sonhos e desejos dos filhos; devem estar atentos com cada papel exercido dentro do ambiente familiar, devendo respeitar o limite de cada um e as suas diferenças.

Como lidar com o seu parente na dependência química? Essa questão assusta a muitos, pois a problemática dever ser encarada com clareza, persistência, cuidado e amor sem restrição, sem cobrança, sem culpa, sem vergonha ou raiva.

Deve existir amor sem esperar nada em troca e além do mais tudo que se busque para vencer essa batalha é feito de um passo de cada vez, de uma semente que se planta e cresce aos poucos, de várias sementes espalhadas pelo caminho a percorrer, e no final da estrada nota-se que parte das sementes secou, mas que a maioria cresceu e estão começando a crescer.

Na longa trajetória a seguir contra a dependência química, a principal semente é a mudança. Mudança que é o ato ou efeito de mudar, de dispor de outro modo, de dar outra direção, desviar, virar para o outro lado, de alterar e modificar, de adquirir novos hábitos, é estar aberto para aprender coisas novas, ou buscar novo estilo de vida, fazer uma revisão dos valores, das regras e dos compromissos.

De fazer apresentar-se sob outro aspecto, transformando dentro de si o que está rígido e parado a muito tempo e necessita de novos olhares.

E a mudança principal deve começar dentro de nós, para que assim aos que estão perto de nós comecem a mudar.

Fonte: André Nunes - Psicólogo







Publicidade









Apoio

Copiadora Campos
Art & Design

Toldos Campos
Toldos - Paineis - Adesivos





Mauricar
Dando mais saúde à vida de seu veículo