Artigos

Drogas sintéticas podem causar problemas que vão de agitação extrema a AVC  Artigos sobre drogas e alcool - Site Antidrogas




As drogas sintéticas estão em alta no Brasil. Segundo o Escritório de Drogas e Crime das Nações Unidas (Unodc), entre 2008 e 2013, surgiram 350 novos tipos de drogas sintéticas no País. Batizadas por nomes esquisitos, como krokodil, pó de anjo e miau miau, essas drogas se juntam a outras mais antigas, como ecstasy e LSD, e causam preocupação nas autoridades sanitárias.

Para o dr. Arthur Guerra de Andrade, médico psiquiatra e coordenador do Núcleo de Álcool e Drogas do Hospital Sírio-Libanês, as drogas sintéticas representam um grande problema de saúde pública. “Estamos falando de substâncias que não sabemos como são feitas e quais riscos exatos trazem para a saúde”, comenta.

As drogas sintéticas, geralmente, são produzidas a partir de uma ou várias substâncias químicas psicoativas, como anfetaminas, metanfetamina e ácido lisérgico. Essas substâncias, ao serem ingeridas, inaladas, fumadas ou injetadas, provocam alucinações porque afetam o sistema nervoso central. “A pessoa se sente estimulada. Quando está em uma festa, não quer parar de dançar. É como se acionasse o turbo do carro”, descreve o médico.

Por que as drogas sintéticas preocupam tanto?

A maior parte do consumo das drogas sintéticas no Brasil ocorre entre os jovens e em contextos festivos. Segundo observa o dr. Arthur Guerra, isso acaba associando o produto principalmente a momentos de prazer e glamour. “Algumas pessoas nem lembram que estão usando uma droga”, comenta.

Alguns dos principais sintomas imediatos relacionados ao consumo de drogas sintéticas são:

* Taquicardia (aceleração da frequência cardíaca).
* Taquipneia (aceleração do ritmo respiratório).
* Agitação extrema.
* Perda de reflexo, aumentando o risco de acidentes.
* Aumento da pressão arterial.
* Convulsão.
* Diminuição da temperatura corporal (hipotermia).
* Redução de sensibilidade no corpo.

A longo prazo, os riscos para a saúde provocados pelas drogas sintéticos são ainda maiores:

* Infarto agudo do miocárdio.
* Insuficiência renal aguda.
* Acidente vascular cerebral (AVC).
* Danos aos vasos sanguíneos e tecidos do local aplicado, no caso das substâncias injetadas.
* Danos ao fígado.

Segundo o dr. Guerra, ao serem consumidas com bebidas alcoólicas ou outras drogas, os efeitos nocivos das drogas sintéticas podem se exacerbar. Além disso, como são substância ilícitas e não sabemos exatamente do que são compostas, as drogas sintéticas não têm limites seguros de consumo.

O Hospital Sírio-Libanês conta com um Núcleo de Álcool e Drogas (NAD) especializado na avaliação, no diagnóstico, no tratamento e nas reinserções social e laboral de jovens e adultos que fazem uso de drogas sintéticas e outros tipos de drogas.
Os cuidados prestados no Hospital a esses pacientes são multiprofissionais, visando à abstinência da droga, conforme as características de cada indivíduo.
Os pacientes podem ser encaminhados ao NAD pelo médico que o acompanha, por outros médicos do corpo clínico do Hospital Sírio-Libanês ou, se preferir, pode entrar em contato diretamente com a Central de Atendimento.
Fonte: Dr. Arthur Guerra de Andrade, médico psiquiatra e coordenador do Núcleo de Álcool e Drogas do Hospital Sírio-Libanês







Publicidade








Apoio





Mauricar
Dando mais saúde à vida de seu veículo



Copiadora Campos
Art & Design

Toldos Campos
Toldos - Paineis - Adesivos