Notícias

Polícia apreende nove estudantes que participavam de festa regada a álcool  Notícias sobre drogas e alcool - Site Antidrogas


Correio Braziliense - Thalita Lins
Adolescente de 13 anos foi encontrada em uma quitinete de São Sebastião após denúncia de vizinhos. No local, estavam mais oito garotas e quatro adultos. Todos haviam ingerido álcool.

Um grupo de nove meninas, todas menores de idade, e quatro homens foi surpreendido por uma equipe da Polícia Militar de São Sebastião durante uma festa regada a álcool em uma quitinete localizada na Quadra 2 do bairro São Bartolomeu, por volta das 11h de ontem. A PM encontrou três garrafas de vodca e cachaça e quatro de refrigerantes, que eram misturados às bebidas alcoólicas.

Uma estudante de 13 anos foi encontrada em um estado avançado de embriaguez. Ela e outras cinco garotas usavam o uniforme de uma escola pública e deveriam estar na aula no momento da festa. A menina foi levada pelo Corpo de Bombeiros em coma alcoólico para o Hospital Regional do Paranoá (HRPa), mas, segundo a unidade de saúde, passa bem.

Segundo o delegado-chefe da 30ª Delegacia de Polícia (São Sebastião), Fernando Fernandes, as adolescentes tinham entre 13 e 17 anos. Já os adultos, de 18 a 24. Todos foram encaminhados ao Instituto de Medicina Legal (IML) da Polícia Civil do DF para serem submetidos a exames toxicológicos de embriaguez. Além disso, as moças passaram por testes para verificar se elas sofreram ou não conjunção carnal.

Sem sexo
Após as análises no IML, os adolescentes foram entregues aos pais, que, segundo o delegado, assinaram um termo de responsabilidade. No fim da tarde de ontem, o resultado preliminar dos exames apontou que todos eles haviam ingerido bebida alcoólica. “Por conta disso, os maiores serão autuados e podem pegar de dois a quatro anos de detenção, conforme o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Não houve a confirmação de que as meninas foram abusadas pelos rapazes. Eles foram encaminhados ao Departamento de Polícia Especializado (DPE), onde permanecerão até decisão judicial”, esclareceu Fernandes.

A denúncia de que ocorria uma festa no local partiu de vizinhos do apartamento. “Eles ouviram música alta e muitos adolescentes uniformizados em um horário que seria de aula, e procuraram a PM”, contou o delegado. Segundo o sargento da Polícia Militar José Elpídio da Silva, os agentes se deslocaram até o endereço e foram atendidos pelo morador da quitinete. “Chegamos lá e encontramos garrafas de vodca, copos com a bebida, colchões e mochilas. Eles disseram que estavam apenas batendo papo”, contou o oficial.

Não é a primeira vez que a Polícia Militar é acionada para coibir esse tipo de festa em São Sebastião. “A gente se depara demais com situações como essa, onde adolescentes bebem. É uma coisa que infelizmente acontece. Dessa vez, nossa equipe não encontrou drogas”, declarou o sargento.

O morador do imóvel, que divide o espaço com três amigos, desmentiu que chegou a oferecer bebida às adolescentes, todas conhecidas por eles. “Não tinha nada com álcool em casa, eram só garrafas secas”, defendeu-se o cozinheiro Marcos Aurélio da Silva, 24 anos. De acordo com ele, o grupo não foi chamado para participar de uma festa no espaço. “Estava chovendo e eles pediram para entrar para não se molharem”, acrescentou. Indagado sobre a menina que foi encontrada bastante embriagada pelos policiais, Marcos Aurélio tentou explicar. “Ela já havia chegado a minha casa com sinais de embriaguez”, garantiu.

Proibição
Conforme o artigo 243 do estatuto, é proibido vender, fornecer, ainda que gratuitamente, ministrar ou entregar, de qualquer forma, a criança ou adolescente, sem justa causa, produtos cujos componentes possam causar dependência física ou psíquica, ainda que por utilização indevida.
Fonte:UNIAD - Unidade de Pesquisa em Álcool e Drogas







Publicidade








Apoio



Mauricar
Dando mais saúde à vida de seu veículo



Copiadora Campos
Art & Design

Toldos Campos
Toldos - Paineis - Adesivos