Uma Pergunta, Uma Resposta

Quais as drogas mais consumidas?


As pesquisas brasileiras mostram que as drogas legais, como o álcool e o tabaco, são as mais consumidas. Um levantamento realizado em 107 cidades brasileiras, em 2001, pelo Departamento de Psicobiologia da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e pelo Centro Brasileiro de informações sobre Drogas Psicotrópicas (CEBRID) avaliou o uso na vida e dependência de álcool e drogas em 47.045.907 habitantes.

O uso de álcool na vida ficou em primeiro lugar e foi encontrado em 68,7% da população, dos quais 11,2 % são dependentes desta substância. Este uso é bastante difundido na nossa sociedade e incentivado pelos meios de comunicação e até pelas famílias, como um hábito social aceito e que faz parte das festas e comemorações. O álcool é, entretanto, a droga que maiores danos traz à sociedade, tanto pelo fato de cerca de 10% da população mundial ser dependente dele, como pelo número de acidentes e de violência ocasionados em decorrência de seus efeitos.

O tabaco aparece como a segunda droga mais consumida. O uso na vida desta substância foi encontrado em 41,1% pela população brasileira, sendo que 9% já é dependente desta substância. Seu uso inicial também é precoce. A pesquisa revela que cerca de 15,7% adolescentes entre 12 e 17 anos já experimentou cigarro, ao menos uma vez, e que 2,2% já são dependentes da mesma.

A droga que aparece em terceiro lugar entre as mais consumidas pela população pesquisada é a maconha cujo uso, pelo menos uma vez na vida, foi relatado por 6,9% pessoas o que corresponde a mais de três milhões de pessoas nas cidades em que foi feita a pesquisa.

A pesquisa revelou também dados significativos quanto ao uso indevido, sem receita e acompanhamento médico, de medicamentos para dormir, calmantes e xaropes: 3,3% da população brasileira já usou benzodiazepinicos e 2,0% xaropes.

Por outro lado, a dependência destes medicamentos ocupa o terceiro lugar com 1,1% da população.

Os solventes (ou inalantes), que incluem substâncias ilegais, como o lança-perfume e algumas outras substâncias vendidas para outras finalidades, como esmalte, cola de sapateiro, fluidos, tintas, etc, ocupam o quarto lugar para o uso na vida. Esta classe de substância foi utilizada por 5,8% dos brasileiros pelo menos uma vez na vida. A pesquisa revelou que 2,3% da população já fez uso de cocaína e 0,4% de crack ocupando o quarto e o décimo primeiro lugar das drogas mais consumidas pelos brasileiros.

Fonte:Site Álcool e Drogas sem Distorção (www.einstein.br/alcooledrogas) / NEAD - Núcleo Einstein de Álcool e Drogas do Hospital Israelita Albert Einstein








Publicidade









Apoio



Copiadora Campos
Art & Design

Toldos Campos
Toldos - Paineis - Adesivos





Mauricar
Dando mais saúde à vida de seu veículo