Coca destrói Amazônia, dizem EUA

O plantio de drogas causou a destruição de 2,3 milhões de hectares da floresta amazônica nos últimos 20 anos, segundo estudo do Departamento de Estado norte-americano. O desmatamento foi provocado principalmente pela utilização de defensivos agrícolas aplicados em áreas preparadas para o cultivo de folhas de coca.

De acordo com o governo norte-americano, as áreas mais afetadas pertencem à Bolívia, à Colômbia e ao Peru. O Brasil não foi citado no documento.

O secretário-adjunto de Estado para Assuntos Internacionais de Execução da Lei e de Narcóticos, Rand Beers, disse que os pesticidas são aplicados em grandes quantidades e de forma incorreta.

Beers afirmou que os produtos químicos, levados pela chuva, penetram nas bacias hidrográficas, afetando plantas e animais -direta ou indiretamente.

Positivo
As ações do governo brasileiro para o controle do tráfico e do abuso de drogas foi avaliado positivamente pela Cicad (Comissão Interamericana para o Controle do Abuso de Drogas), órgão vinculado à OEA (Organização dos Estados Americanos). A Cicad avaliou 33 países e transmitiu aos governos orientações sobre o controle do tráfico de drogas.

Segundo a Senad (Secretaria Nacional Antidrogas), os peritos analisaram os programas de cada país, sem considerar o cumprimento das recomendações -avaliando apenas as ações implementadas e seus efeitos.

Fonte: Folha Online – Mundo Online