fbpx

EUA dizem que Coréia do Norte está “traficando drogas”

Um relatório do Departamento de Estado americano afirma que o governo da Coréia do Norte está envolvido no tráfico de drogas internacional.
O relatório cita como possíveis provas a apreensão em 2002 de um navio com tripulação norte-coreana contendo 125 quilos de heroína e o testemunho de uma alta autoridade do governo norte-coreano.

Em setembro do ano passado, o presidente americano, George W. Bush, havia dito estar “cada vez mais convencido” do envolvimento da Coréia do Norte com o tráfico de drogas.

Segundo o relatório, o suposto tráfico de drogas norte-coreano é “uma conspiração entre o alto escalão do governo e o partido governante e seus subordinados para cultivar, fabricar e/ou traficar narcóticos”.

Ligações perigosas

O documento afirma ainda que “inquéritos policiais nos últimos anos estabeleceram não apenas claramente a ligação de diplomatas, oficiais militares, autoridades governamentais e do partido governante com o tráfico de drogas, como também comprovam o uso de propriedades do Estado, em especial navios, para operações de tráfico”.

O relatório cita ainda acusações feitas por desertores norte-coreanos que afirmam que a Coréia do Norte vem se dedicando à produção de ópio.

“Um desertor identificado como sendo uma ex-alta autoridade do governo contou ao Senado americano, em maio de 2003, sobre o cultivo de ópio e heroína e a produção de anfetaminas”, diz o relatório.

Ainda segundo o documento, “o governo norte-coreano está usando o tráfico de drogas para obter moedas fortes inacessíveis ao regime por meio de transações legais”.

Há muito os Estados Unidos suspeitavam de que a Coréia do Norte estaria promovendo o tráfico de drogas como um meio de obter moedas fortes, o que daria fôlego à sua combalida economia.

Mas o relatório do Departamento de Estado representa a mais clara acusação dos americanos relativa ao suposto tráfico feito por norte-coreanos.

Fonte: BBCBrasil