fbpx

TV: Drogas em debate

O uso abusivo de álcool e outras drogas e a dependência química são objetos de comentários e questionamentos, o que nos dá a oportunidade para sensibilizar e informar sobre isso todos que alcançarmos. De fato, as experiências vividas por nós, nos grupos de apoio, nos tornam verdadeiramente capazes de mostrar o que é correto e importante para a família brasileira nesta área. 

Chegar antes, prever para prevenir é o caminho. Fazendo nossos cursos, freqüentando os grupos de apoio, ajudamos as pessoas e somos infinitamente ajudados além de, conscientemente, passarmos a viver como agentes de prevenção e não só a favor da sobriedade, mas trabalhando, também, mudanças de comportamento que impeçam o lançamento de lixo de todo tipo em nossos rios, ruas, bosques, praças, praias ou estradas, poluindo e estragando tudo. Atenção: parece que aquele famoso jeitinho brasileiro, alegre e malandro, acaba permitindo uma série de desrespeitos que chega à corrupção e, sem controle, se multiplica a perder de vista em corruptos, corruptores e corrompidos. È com a droga, um mal que penetra democraticamente em todos os ambientes, desestruturando e, muitas vezes, destruindo bons brasileiros. 

Fiquemos atentos! É hora da prevenção. O Amor-Exigente é um programa de prevenção e de qualidade de vida. Entretanto, o apoio, a orientação para encaminhar soluções dos problemas com pessoas queridas também é um trabalho dos grupos de AE. Chegar à vida dos filhos, dos jovens, das pessoas, abrindo seus olhos para que mudem de rumo e não se afundem com o uso e/ou abuso de substâncias químicas, é meta importante a alcançar. Os tratamentos em comunidades terapêuticas, clínicas, ambulatórios e consultórios devem ser cercados de muito cuidado.

Conhecer, observar, buscar informações confiáveis antes de mandar os nossos para internação ou encaminhá-los a terapeutas precisa ser a preocupação da família e função também de nossos Grupos de Amor-Exigente. Lembrando sempre que grande parte dos usuários e abusadores de álcool e outras drogas são pessoas normais que se beneficiam muito das abordagens psico-sociais e espirituais em comunidades que não usam medicamentos. 

A justiça terapêutica também pode ser uma abordagem importante para as famílias do Amor-Exigente. E perguntamos: Como pais, como grupos de apoio, o que estamos fazendo?
* Assistindo e acreditando que só acontece com os outros? 
* Fechando os olhos, não querendo ou não podendo ver? 
* Vendo e escondendo de todo mundo porque acreditamos que assim salvamos a reputação da nossa família? 
* Ou correndo atrás de um milagre ou de uma solução imediata que nos livre disso a qualquer custo? 
Somos uma promissora e extraordinária rede de apoio que vem fazendo um belo trabalho e, a partir de cada um de nós, com o tempo, constituiremos uma das mais confiáveis e prósperas nações de nosso planeta. 
Conte comigo. Conto com você. 

Mara Silvia C. de Menezes – Presidente da Febrae (Federação Brasileira de Amor-Exigente)
Colaboração de Vera Gelás, coordenadora do AE em Marília