Uso de droga tira título do campeão da F 3000

Havia maconha na urina de Thomas Enge

PRAGA – O título da Fórmula 3000 acabou escapando das mãos do piloto tcheco Thomas Enge. A Federação Internacional de Automobilismo (FIA) resolveu ontem tirar do piloto a vitória no GP da Hungria, em agosto. O exame antidoping realizado antes da prova acusou presença de maconha na urina do piloto.
Com isso, Enge torna-se o primeiro campeão mundial de uma competição organizada pela FIA a perder um título devido a problemas com drogas. O piloto tcheco tinha três pontos de vantagem sobre o francês Sebastien Bourdais na classificação final.

– Respeito a decisão final – disse Enge, que ainda ganhou suspensão de um ano. No entanto, a punição pode ser revogada caso futuros exames nos próximos 12 meses derem resultado negativo.
Fonte: JB Online
A dúvida que permanece é quanto ao título da temporada. Amanhã, a Corte de Apelação da FIA vai examinar os recursos contra o resultado da prova final, realizada na Itália. O piloto italiano George Pantano pede os pontos do GP da Itália alegando irregularidades nos carros de Thomas Enge, do sueco Bjorn Wirdheim e do brasileiro Antonio Pizzonia. Com isso, Pantano conquistaria a vitória na Itália e, conseqüentemente, o título, que por ora é de Bourdais.

Na Fórmula 1, ao que tudo indica não será ainda em 2003 que Helinho Castroneves ingressará na categoria. Pelo menos no que depender da Jaguar. Ontem, a assessoria de imprensa da equipe negou a notícia publicada na revista Autosport de que estaria negociando com o brasileiro.

– Não mantivemos contatos com Castroneves e nem temos a intenção de fazer testes com ele – declarou de forma lacônica Nav Sidhu, assessor de imprensa da equipe inglesa.

Hélio Castroneves chegou a testar o carro da Toyota, no início do mês, na França, e havia dito à rede de TV americana ESPN que seu patrão na Indy Racing League (IRL), Roger Penske, estava em contato com a Jaguar, negociando sua liberação.

A FIA divulgou ontem o calendário provisório da F 1 para 2003, que começa com o GP da Austrália, em 9 de março, e termina dia 12 de outubro, em Indianápolis. O GP do Brasil está previsto para 6 de abril, em Interlagos. Já o da Bélgica está ameaçado.