Países aprovam oficialmente a 1ª convenção contra o tabagismo

Os 192 Estados-membros da OMS (Organização Mundial de Saúde) aprovaram hoje oficialmente a primeira convenção internacional de luta contra o tabagismo, na 56ª Assembléia Mundial da Saúde, em Genebra.

Nenhum país se opôs à convenção, após três anos de negociações. A principal ameaça à adoção do tratado era a possível oposição dos EUA, que defendia a inclusão de uma cláusula que permitisse que os países alterassem alguns pontos isolados do documento.

O objetivo da convenção da OMS é diminuir a mortalidade causada pelo tabagismo (4,9 milhões de mortes por ano em 2002), e limitar a publicidade de produtos de tabaco.

O texto aprovado prevê o banimento ou restrição da propaganda tabagista, introduz alertas de saúde mais incisivos e controle do uso de expressões como “light” em embalagens de cigarros.

O documento também trata de medidas de proteção aos fumantes passivos e de combate ao contrabando. As ações de marketing das companhias de cigarro serão alvo de uma forte restrição no que diz respeito aos adolescentes.

Fonte: Folha OnLine