O ciclo do vício

CICLO RÁPIDO
Um ano fumando já é suficiente para criar o vício. Entenda o que leva o organismo a ficar dependente do cigarro

Duas razões básicas para o vício
– O fumante acostuma-se aos efeitos dos neurotransmissores e, quando pára, sente falta deles.
– O cérebro vai se adpatando ao nível de nicotina e diminuindo a resposta a ela. É por isso que a pesssoa sente vontade de fumar mais.

Os sintomas mais comuns da síndrome de abstinência são: irritabilidade, angústia, sonolência diurna e insônia noturna, dificuldade de concentração e aumento do apetite.

1. Ao ser tragada, a nicotina demora dez segundos para ir do pulmão ao cérebro. Lá chegando, ela vai direto para os chamados receptores de nicotina, presentes em grande número em qualquer pessoa.

2. Ligados aos neurônios, esses receptores, quando ativados pela nicotina, estimulam a liberação de vários neurotransmissores: dopamina, noradrenalina, serotonina, acetilcolina, gaba e glutamato. Cada um deles tem diversas funções no organismo:

SEROTONINA
Regula o humor e o apetite.
DOPAMINA
Aumenta a sensação de prazer e bem-estar
ACETILCOLINA E NORADRENALINA
Melhoram a capacidade de memória, raciocínio e concentração.
GABA E GLUTAMATO
Mantêm alto o nível de dopamina.

QUERO PARAR

O brasileiro é um dos povos que têm mais vontade de deixar de fumar. Compare com outros países

Suécia – 85%
Brasil – 81%
Estados Unidos – 45%
Alemanha/Áustria – 38%
Inglaterra – 37%

Fonte: Revista Época