PROERD forma mais de 75 mil alunos em 2003

O Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência – PROERD – completa sete anos em 2004 com razões para comemorar. Implantado em 1998 pela Polícia Militar do Estado de Santa Catarina com o objetivo de conscientizar e prevenir as crianças em idade escolar contra as drogas, o programa tem se mostrado uma eficiente ferramenta diante do crescente problema do vício e da violência. Hoje o PROERD contabiliza, só em 2003 mais de 75 mil alunos das redes pública – estadual e municipal – e particular em 225 municípios do estado. Números expressivos para um programa que iniciou com pouco mais de mil estudantes e três policiais instrutores.

Segundo o Coordenador Estadual do PROERD, Coronel Jarí Luiz Dalbosco, o programa que traz o Policial Militar para dentro das salas de aula, é um dos maiores trabalhos na área de prevenção às drogas do país, com ramificações em todos os estados, e parcerias com órgãos públicos e privados. Nesse contexto Santa Catarina ganha destaque, não só como um dos quatro centros de treinamentos de instrutores do Brasil, mas também por ser o segundo estado do país em orientação de crianças, formando 294 mil alunos desde o seu início, números que ficam atrás apenas do Estado de São Paulo. Em Santa Catarina, desde o ano passado, o PROERD passou a ser subordinado diretamente ao gabinete do secretário da Segurança Pública e Defesa do Cidadão, João Henrique Blasi e conta com uma atenção especial da SSP que vinculou o programa às ações desenvolvidas dentro da filosofia da Polícia Comunitária. A partir daí o PROERD capacitou mais 47 PMs como instrutores/mentores, totalizando um contingente de 150 instrutores em todo o estado. Como meta para os próximos três anos está a de formar 320 instrutores e abranger 95% dos municípios catarinenses na expectativa de atingir 100 mil crianças por semestre.

O PROERD é a versão brasileira do programa DARE (Drug Abuse Resistance Education), implantado nos Estados Unidos em 1983, e atualmente desenvolvido em mais de 40 países conveniados. Desde a sua criação, o PROERD tem sido considerado pela ONU, como um dos maiores programas de prevenção às drogas e à violência do mundo. De acordo com o Coronel Jarí Luiz Dalbosco, além de prevenir as crianças em relação aos problemas acarretados pelas drogas, o programa tem servido para integrar a comunidade e aproximar o instrutor dos seus alunos, o que colabora para desmistificar a figura do policial junto às crianças. Segundo o Coronel Dalbosco, as conseqüências são positivas tanto para a auto-estima das crianças quanto para a do policial, que se torna mais envolvido e comprometido com o seu trabalho, mesmo porque ele vira um exemplo a ser seguido pelos seus alunos.

Fonte: OBID