Mulher se declara culpada após negar fazer cesárea

Uma mulher acusada pela morte de um de seus gêmeos depois de se negar a se submeter a uma cirurgia cesareana se declarou culpada de duas acusações por colocar em risco a vida dos bebês. Melissa Ann Rowland, de 28 anos, foi acusada no último 12 de março de homicídio, mas as autoridades retiraram essa acusação depois que ela concordou em se declarar culpada pelas acusações menores.
Segundo a Procuradoria, Rowland demonstrou “indiferença para com a vida humana”, porque não seguiu o conselho de seus médicos de se submeter a uma cesárea para salvar a vida de seus gêmeos. Um deles nasceu morto e o outro, uma menina que foi colocada para a adoção, nasceu com altos níveis de cocaína e álcool no sangue.

O juiz fixou a sentença para o próximo 29 de abril. Rowland poderá ser condenada a até cinco anos de prisão por cada acusação e a uma multa de até US$ 5 mil.

A mulher deu à luz no último 13 de janeiro. Um dos gêmeos nasceu morto e, segundo os médicos-legistas, esse bebê poderia ter sido salvo se a paciente tivesse autorizado a cesárea. Aparentemente, por temor à cicatriz deixada por essa operação, Rowland rejeitou as recomendações médicas.

Durante a apresentação de acusações em março, o advogado de Rowland, Michael Sikora, alegou que ela tem um histórico de doença mental que a levou a um hospital psiquiátrico pela primeira vez aos doze anos.
Fonte: Terra