Polícia impede colheita recorde de maconha no NE

Uma operação da Polícia Federal impediu a colheita de uma safra recorde de maconha, nos sertões da Bahia e de Pernambuco. De acordo com o Jornal Nacional, da TV Globo, a droga seria vendida nas capitais das regiões Nordeste e do Sudeste.
Camuflada pela vegetação da região da Caatinga, a plantação foi cultivada durante cerca de cinco meses, mas foi descoberta antes da colheita. O superintendente da Polícia Federal de Pernambuco, Wilson Damazio, afirmou que a maconha poderia iinundar os mercados consumidores e ainda ter o preço reduzido.

Cerca de 200 policiais federais, militares, rodoviários e civis de nove estados do Nordeste, além de quatro helicópteros, foram usados na operação. Vários pés de maconha tinham sido plantados em vasos.

Levados por helicópteros, trabalhadores arrancaram os pés de maconha, sob proteção da polícia. De acordo com a emissora, policiais afirmaram que existem centenas de plantações nas 300 ilhas do Rio São Francisco. As ilhas pertencem aos estados.
Fonte: Terra