A cada três horas morre uma pessoa vítima do cigarro no DF

Em todo o mundo, cerca de seis milhões de pessoas morreram vítimas de doenças diretamente relacionadas com o fumo no ano passado. Só no Brasil, foram mais de 200 mil e no DF, de um total de 12 mil pessoas vítimas de doenças provocadas pelo tabaco, quase tres mil acabaram morrendo em 2003.

Todos os meses, morrem 217 pessoas no DF, segundo informações do coordenador do Programa de Controle de Câncer e Tabagismo da Secretaria de Saúde do GDF, Celso Rodrigues. É como se morressem, 7,2 pessoas por dia, ou seja, uma morte a cada 3 horas e 20 minutos.

O pior de tudo é quando as famílias são obrigadas a desviarem o dinheiro da alimentação para o vício do cigarro. Por esta razão, o tema escolhido para se refletir no Dia Mundial sem fumo é Tabaco e Pobreza, um círculo vicioso.

Por ser o país que mais se destaca no controle do tabagismo, o Brasil foi escolhido pela Organização Mundial de Saúde (OMS), como sede das comemorações do Dia Mundial sem Tabaco.
Fonte: Tempo:Real