Noruega proíbe cigarro em bares e restaurantes

A Noruega vai ser a segunda nação no mundo, depois da Irlanda, a banir o fumo em bares e restaurantes a partir da meia-noite desta segunda-feira (19h em Brasília). A lei de 1º de junho pretende proteger garçons, balconistas, cozinheiros e outros funcionários de estabelecimentos comerciais do chamado fumo passivo, acusado de provocar câncer e doenças respiratórias e cardíacas.
Pesquisas de opinião mostram que a lei conta com amplo apoio, apesar da preocupação dos proprietários de bares e restaurantes sobre o impacto dela. “Isso é algo histórico em nossa política de saúde. Dentro de poucos anos vamos olhar para trás e nos perguntar por que não fizemos isso antes”, afirmou o ministro norueguês da Saúde, Dagfinn Hoybraaten.

A Noruega não aprovou leis sobre o fumo até 1988 mas, segundo Hoybraaten, já é impensável acender um cigarro em escritórios, elevadores, trens, ônibus ou aviões no país. As autoridades da área de saúde vão distribuir 40 mil flores em todo o território norueguês, na segunda-feira, para simbolizar a chegada de ares mais “puros”.

As proibições adotadas pela Irlanda e pela Noruega acontecem depois de medidas regionais impostas, por exemplo, em cidades e Estados dos Estados Unidos. Alguns outros países pensam em seguir esse exemplo. Bares e restaurantes da Noruega correm o risco de pagar pesadas multas se não coibirem os fumantes.

O país espera que a lei incentive os consumidores de cigarro a abandonarem o hábito. Cerca de 26% dos adultos noruegueses fumam, uma cifra bastante superior à meta da Organização Mundial da Saúde (OMS), de 20%. A OMS estima que 4,9 milhões de pessoas morram todos os anos no mundo em conseqüência do cigarro e que esse número deve dobrar nos próximos 20 anos.
Fonte: Terra