Qual é a droga mais pesada?

È bastante relativo o conceito de droga pesada, porque isso depende de muitas variáveis. Por exemplo: existem pessoas mais sensíveis a drogas que outras. Algumas são tão suscetíveis que quaisquer drogas, mesmo as que têm baixo poder viciante, levam ao vício.

Às vezes, os dependentes químicos consideram natural o uso de qualquer droga e mesmo as drogas pesadas passam a ser encaradas por elas como leves.

Para outros indivíduos, porém, o cuidado com a saúde e o pavor pelas drogas é tão grande que qualquer droga é considerada pesada.

Apesar de todas as variáveis pessoais, poder viciante, fator viciável, medo, naturalidade, etc; se num grupo de 100 pessoas fossem distribuídos crack, cocaína, maconha e bebidas alcoólicas, verificariamos que mais de 90% ficariam viciadas em crack, 80% em cocaína, 50% em maconha e menos de 50% em bebidas alcóolicas. Portanto, podemos dizer que, de acordo com o poder viciante de cada uma dessas drogas, o crack e a cocaína são muito mais pesados que a maconha e as bebidas alcoólicas. (Desconheço estudos que apresentem o poder viciante quantificado dos inalantes, como cola de sapateiro, benzina, lança – perfume, etc.)

Quanto ao risco de morrer de overdose, as drogas mais pesadas são efetivamente a heroína, o crack e a cocaína, que também provocam a incapacitação social com apenas poucos meses de uso. O alcoól, porém, depois de ser ingerido durante anos, é a droga que mais incapacita as pessoas socialmente. Enfim, qualquer droga oferece riscos, pois as reações bioquímicas provocadas por elas variam de organismo para organismo e não dependem do controle mental nem da vontade de cada um.