Com exame desfavorável, Maradona quer ir a Cuba

O ex-jogador Diego Maradona, 43, que luta para se livrar do vício em cocaína na Argentina, reclamou nesta segunda-feira de sua internação e espera uma decisão judicial para deixar a Argentina e seguir para Cuba.

Nos últimos dias, porém, ele foi submetido a uma série de exames neurológicos, que lhe foram desfavoráveis. Maradona faz tratamento contra as drogas.

O ex-capitão da seleção argentina está internado desde o dia 9 de maio em uma clínica psiquiátrica nos arredores de Buenos Aires.

Antes, ele foi internado no dia 18 de abril com uma crise de hipertensão e miocardiopatia, além de uma infecção pulmonar bilateral, na clínica Suíço-Argentina, em Buenos Aires.

No começo de junho, o médico pessoal de Maradona, Alfredo Cahe, descartou uma possível transferência do ex-atleta para uma clínica brasileira, como chegou a ser cogitado.
Fonte: JC