Drogas permitidas causam maior dependência entre os brasileiros

Nem a maconha nem a cocaína. Segundo a psiquiatra Ana Cecília Marques, álcool, tabaco e calmantes viciam, juntos, 21,3% da população.

Na semana em que o governo e a sociedade civil organizada estão mobilizados para deter o consumo de drogas no Brasil, a psiquiatra Ana Cecília Marques, presidente da Associação Brasileira de Estudos de Álcool e Outras Drogas (Abead), alerta que as substâncias ilícitas, como a maconha, a cocaína, o ecstasy, entre outras, não são as responsáveis pelo alto número de dependentes no país.

O grande problema está nas drogas lícitas ? álcool, cigarro e benzodiazepínicos (remédios para tirar a ansiedade, os populares calmantes) ? que juntas causam vício em 21,3% da população brasileira. Para se ter uma idéia, apenas 1% dos brasileiros sofrem de dependência da maconha, droga mais consumida do que os calmantes. Mesmo assim a porcentagem de dependentes em calmantes é maior.

?O que mais está nos preocupando, e também à Organização Mundial da Saúde (OMS), são as substâncias permitidas, principalmente a bebida, que está sendo consumida de forma abusiva?, afirma Ana Cecília. ?Isso tem causado danos sociais monstruosos, como acidentes e violência.?
Fonte: Diário de São Paulo