A ansiedade e a agressividade são causas ou conseqüências do uso das drogas?

Raramente alguém usa drogas para controlar a própria agressividade; os que estão á volta de uma pessoa agressiva é que sentem essa agressividade. Como o agressivo tem pavio curto, ele sente, por qualquer motivo, crescer dentro de si uma raiva muito grande, que lhe provoca sensação física de taquicardia, pressão alta, extremidades frias, palidez ou rubor facial, transpiração. Parece, então, que vai explodir; não consegue pensar e acaba descarregando todas essas sensações em quem estiver mais perto. Por essa razão, são levados por seus responsáveis ou conviventes para ser tratados por psicoterapeutas. E um psiquiatra pode, desse modo, receitar tranqüilizantes ou outra medicação, de acordo com o diagnóstico. Calmantes, receitados por especialistas e ingeridos conforme orientação e controle médicos para tais casos, raramente viciam.

A ansiedade, por sua vez, prejudica muito mais a pessoa que a sente do que os outros; é uma sensação desagradável que incomoda em qualquer lugar, horário e circustância. È uma agitação no sangue que pertuba todo o corpo, como se ele estivesse vivendo com muita pressa, sem paciência, sempre insatisfeito. Não suportando a si mesmo, o ansioso quer se ver livre de sua ansiedade de alguma maneira e acaba usando drogas.

As drogas que possivelmente provocam agressividade ou ansiedade são:
-álcool: se bebido numa quantidade que faz a pessoa perder o controle emocional, pode gerar agressividade.
-cocaína: quando um dos efeitos não desejados pelo usuário é uma agitação psicomotora, ele pode apresentar intensa ansiedade e agressividade.
-maconha: quando o cabanizado for solicitado ou provocado, pode reagir com grande agressividade.
-cola de sapateiro, benzina, solventes e inalantes: em níveis de embriaguez, podem gerar bastante agressividade.
-anfetaminas: provocam agitação psicomotora, impulsividade, irritabilidade e agressividade.