Prevenção às drogas exige engajamento

O professor não pode estar sozinho na tarefa de discutir a prevenção ao uso de drogas com os jovens. O trabalho é de responsabilidade de toda a comunidade: pais, direções de escolas e secretários de Educação. Esta é a opinião do psiquiatra Fernando Schneider, que ontem participou das atividades da Semana Nacional de Prevenção ao Uso Indevido de Drogas, através da palestra O Papel do Professor na Prevenção ao Uso Indevido de Drogas, na Câmara de Vereadores de Novo Hamburgo. Durante toda a semana, o Conselho Municipal de Entorpecentes de Novo Hamburgo (Comen), junto com as secretarias municipais de Educação e Desporto (Smed) e de Saúde (Semsa) e a Cruzada Antidrogas e Valorização da Vida, promoveu debates e ações que busquem uma solução à questão das drogas.

Para o psiquiatra, o tranalho antidrogas exige dedicação e envolvimento. ?Não acredito em prevenção que não envolva todos.? Para ele, a prevenção é resultado de um processo que deve ser construído. ?Temos que saber o que se quer prevenir e, a partir daí, unir forças.?

Hoje, a programação da Semana Nacional de Prevenção ao Uso Indevido de Drogas no Município contará com a distribuição da panfletos com conteúdo de prevenção às drogas em escolas, unidades básicas de saúde, comércio, entre outros. Conforme a presidente do Comen, Rosangela Scurssel, a previsão era encerrar a semana neste sábado, porém foi antecipada para esta sexta-feira com a panfletagem. ?No sábado, haverá uma vasta programação festiva em toda a cidade por causa de São João, então resolvemos que nesta sexta-feira (hoje) faremos o encerramento.?
Fonte: Jornal NH