Estudo relaciona pele com o pulmão

Um estudo inédito da clínica dermatológica e de pneumologia da Santa Casa estabeleceu uma relação entre o cigarro, as rugas e as doenças do pulmão. Foram selecionados 50 pacientes em três grupos, na faixa etária de 40 a 60 anos (20 fumantes com doença pulmonar, 20 fumantes saudáveis e dez não-tabagistas). Segundo o dermatologista Marcus Maia, o estudo confirmou que o fumo foi fator de risco para a presença de rugas e de doença pulmonar.

Ou seja, pacientes não-fumantes apresentaram menos rugas do que pacientes fumantes sem doença pulmonar.