Indonésia: indiano de 67 anos é executado por tráfico de drogas

Segundo informou a agência estatal Antara, Ayodhya Prasad Chaubey foi condenado no início da manhã numa prisão de Medan, capital da Sumatra do Norte.

A execução aconteceu apesar dos pedidos do governo da Índia e da organização de defesa dos direitos humanos Anistia Internacional (AI) às autoridades de Jacarta para evitar o cumprimento da sentença.

Chaubey, com residência em Bangcoc, foi detido em 1994 num hotel de Medan em posse de 12,19 quilos de heroína e condenado posteriormente à pena capital.

Durante este tempo, as apelações de seus advogados foram desestimadas, assim como o pedido de clemência levado à presidente do país, Megawati Sukarnoputri.

A Indonésia tem como punição a pena de morte para casos de tráfico de drogas, assassinato, traição, terrorismo e crimes contra os direitos humanos, mas as realiza em raras ocasiões.

A última das execuções na Indonésia, onde 66 pessoas esperam sua vez no corredor da morte, ocorreu em 2001. Naquela ocasião, duas pessoas foram condenadas por assassinato.
Fonte: Ùltimo Segundo