Guerra de traficantes em Niterói deixa três mortos

Traficantes do Morro do Céu impediram a circulação de ônibus e o expediente em repartições públicas da zona Norte de Niterói, no Grande Rio, quinta-feira de manhã, depois que três bandidos foram mortos num tiroteio na quarta-feira à noite. Os motoristas dos caminhões da Clin (Companhia de Limpeza de Niterói) foram impedidos de descarregar lixo no depósito da cidade que fica no morro, porque foram ameaçados por bandidos.
Por volta das 19h30 de quarta-feira, a favela foi invadida por mais de dez bandidos armados com fuzis e pistolas, que tentaram tomar o controle da venda de drogas. A polícia investiga se eles vieram do Complexo do Alemão, na zona Norte do Rio. Segundo moradores, os invasores trocaram tiros com os traficantes locais.

Quinta-feira de manhã, três corpos foram encontrados na Estrada Alarico de Souza, próximo ao depósito de lixo da cidade de Niterói, que fica no morro. Um deles era de um menor de 17 anos, e os outros dois cadáveres, de mulheres. Nenhuma identidade foi divulgada.

Por causa das mortes, a rotina na cidade foi alterada. Segundo a Prefeitura de Niterói, o Centro Social Chico Mendes, a creche Girassóis, o Centro de Controle de Zoonoses e a Escola Municipal José de Anchieta não funcionaram por ordem dos criminosos. A linha de ônibus de número 26, que faz o trajeto Centro-Caramujo, não pôde circular, também por conta de ameaças dos traficantes. Boa parte do comércio permaneceu fechada de manhã.

Testemunhas contaram que, durante a invasão ao morro, algumas casas foram reviradas pelos bandidos.
Fonte: Diário OnLine