Especialistas querem mais restrições ao uso de álcool

O Brasil caminha para uma política mais dura de combate ao consumo de bebidas alcoólicas. O secretário nacional antidrogas, general Paulo Roberto Uchôa, mostrou-se receptivo a uma série de propostas rígidas apresentadas por especialistas para restringir o uso do álcool.

Uchôa participou de um seminário sobre o assunto no sábado, na Capital, e disse concordar com sugestões como aumentar impostos, reduzir o número de pontos de comércio e proibir a venda depois da meia-noite. O secretário nacional disse esperar que a discussão sobre a nova política encontre-se em estado avançado até outubro de 2005, quando ocorrerá no Brasil a 1ª Conferência das Américas de Políticas de Álcool. Até lá, a idéia é ouvir os setores interessados no tema.
Fonte: Clic RBS