Atacante do Chelsea admite uso de cocaína

O presidente da “Professional Footballers Association” (a PFA, uma espécie de sindicato de jogadores profissionais da Inglaterra), Gordon Taylor, afirmou nesta terça-feira que o atacante romeno Adrian Mutu, do Chelsea, confirmou ter usado cocaína.

O uso da substância pelo jogador foi apontado por um exame antidoping realizado de surpresa no dia 1º de outubro, a pedido do técnico do Chelsea, José Mourinho. Treinador e atleta não têm um bom relacionamento desde a chegada do português ao clube, no início da temporada.

Aos 25 anos de idade, Mutu pode ser suspenso do futebol por até dois anos. “A expectativa é que o julgamento aconteça o mais rapidamente possível, já que ele admitiu ter usado cocaína e não será necessária a análise da contra-prova”, afirmou Gordon Taylor.

O presidente da PFA afirmou ainda que espera que o jogador seja tratado como um usuário de “drogas sociais” e não como um atleta que fez uso de uma substância proibida para obter um melhor desempenho dentro de campo.

Porém, a Agência Mundial Antidoping (WADA) não faz distinção entre os usuários de “substâncias proibidas” e por isso a punição a Mutu dificilmente será mais branda pelo fato da cocaína não beneficiar seu desempenho como jogador de futebol.
Fonte: AOL