Viciado trocou droga por cão pittbull furtado

Videocassetes, aparelhos de DVD, aparelhos de som, CDs e câmeras fotográficas são aceitos sem problemas nas bocas-de-fumo. Podem ser trocados também botijões de gás, tênis e roupas de grife. Além de ferros elétricos, liquidificadores, batedeiras de bolo, relógios e outros produtos. Mas em janeiro deste ano, um cachorro da raça pittbull foi trocado por maconha numa boca-de-fumo no bairro Planalto.

O animal, furtado no bairro CPA, foi localizado pelo próprio dono, que passou a investigar o paradeiro. A princípio, policiais militares acreditaram se tratar de um furto comum, mas na casa, além do cachorro, foram apreendidas muita maconha e pasta-base. Três pessoas foram presas e uma delas confirmou ter feito a troca de droga pelo animal.

“Os traficantes aceitam de tudo”, disse um policial da Delegacia do Complexo do Coxipó. Na semana passada, foram apreendidos vários aparelhos de som, TVs e cinco celulares, todos furtados e trocados por drogas. “Os donos do som e das TVs foram localizados, mas os celulares ainda estão na Delegacia”, disse o policial.

No mesmo dia em que os produtos eram apreendidos, um adolescente foi detido porque tinha furtado vários eletrodomésticos da cozinha da própria casa e entregue para traficantes.
Fonte: Diário de Cuiabá