Conselho vê com reservas projeto que cria sala para uso de drogas

O Conselho Estadual de Entorpecentes (CEE) vê com reservas o projeto do governo federal que cria a narcosala, espaço reservado para uso livre de drogas ilícitas, como forma de reduzir os danos à saúde dos dependentes. Na opinião da maioria dos conselheiros, essa medida, ao invés de reprimir a demanda, vai estimular o consumo.

Essa experiência foi adotada em países como Holanda e Portugal e os resultados foram negativos, conforme relatórios apresentados em 2004 em congresso internacional sobre drogas. A primeira reunião do ano, realizada na manhã de hoje, foi presidida pelo secretário de Segurança Pública e Justiça, Jônathas Silva.

Outro tema debatido na reunião foi a Lei 15.041, aprovada em dezembro do ano passado, que torna obrigatória na rede estadual de ensino a adoção de campanhas de prevenção ao uso de drogas. Jônathas Silva solicitou ao conselho que firme parceria com a Secretaria Estadual de Educação para participar dessas campanhas.

O secretário orientou o CEE a iniciar um processo de criação de conselhos municipais de políticas públicas sobre drogas, que hoje só existem em três municípios goianos: Goiânia, Anápolis e Iporá. Para isso, sugeriu Jônathas Silva, seria utilizada a estrutura já instalada em todos os municípios goianos dos Conselhos Municipais de Segurança Públcia (Consegs).

Fonte: Agecom