Maradona deixa clínica médica em Cuba e quer emagrecer

Reuters
Havana (Cuba)

Embaixador argentino em Havana, Raul Taleb disse na sexta-feira que ex-craque Diego Maradona passa por um de seus melhores momentos. Segundo o diplomata, Maradona deixou a clínica cubana estava tratava sua dependência de drogas e retornou a um spa para perder peso. Há a possibilidade do campeão mundial se submeter a uma cirurgia no estômago.

Taleb, que está deixando o posto em Cuba, disse que Maradona, 44 anos, planeja voltar ao seu país em meados do próximo mês para ver suas filhas e iniciar o novo tratamento. Segundo o embaixador, o ex-jogador tem uma oferta de trabalho como promotor de uma marca esportiva.

“Diego está em um processo de rápida recuperação, e eu espero que ele continue neste caminho. Eu diria que ele está atravessando um de seus melhores momentos. Ele está muito disposto a trabalhar”, disse Tajeb a jornalistas após visitar Maradona no spa La Pradera.

Maradona se mudou para Cuba em 2000 em busca de privacidade e de tratamento para sua dependência de cocaína. No ano passado, o ex-jogador sofreu uma severa crise cardiopulmonar e ficou internado em cuidados intensivos em uma clínica de Buenos Aires.

Ele retornou a Cuba em setembro depois que a Justiça lhe autorizou a sair da Argentina com a condição de que daria prosseguimento a seu tratamento contra drogas. Maradona estava internado no Centro de Sáude Mental de Cuba.

No Natal, Maradona desafiou ordens médicas e tirou um mês de férias com sua família na Argentina. Mais recentemente ele viajou para a Grécia em uma viagem de negócios.

Teleb afirmou que Maradona voltou de Atenas disposto a continuar seu tratamento de reabilitação, mas não em uma clínica. “Em La Pradera ele se sente mais em casa”, disse o embaixador. “Ele ficará lá. Ele está determinado a se recuperar”, afirmou.