México reforça segurança na fronteira contra o narcotráfico

MONTERREY, México (Reuters) – Em um esforço para combater os violentos grupos do narcotráfico, o governo do México enviou cerca de 600 policiais federais fortemente armados para patrulhar cidades na fronteira com os Estados Unidos, disseram autoridades nesta segunda-feira.

Os agentes chegaram no final de semana ao Estado de Tamaulipas, norte do país, e iniciaram a patrulha das ruas das cidades de Matamoros, Reynosa e Nuevo Laredo, perto da fronteira com Texas.

Membros do exército mexicano também somaram-se à vigilância das ruas de Matamoros, onde traficantes assassinaram seis guardas carcerários na quinta-feira passada, ato considerado pelo presidente Vicente Fox como um desafio aberto ao Estado.

Os traficantes “querem nos desafiar (…) e isso não vamos permitir”, disse o secretário nacional de Segurança Pública, Ramón Martín Huerta, à rede de televisão Televisa. “A finalidade principal do Estado é proteger a população”.

Tamaulipas é a base de operações do chamado cartel do Golfo, que a cada ano envia ao norte da fronteira cocaína, maconha e anfetaminas avaliadas em milhões de dólares.

O governo mexicano também enviou à região um grupo de policiais especialmente treinados para combater o crime organizado, disse um oficial da polícia federal.

“Estão especificamente treinados para a luta contra o narcotráfico. Têm informações sobre a situação da delinquência no Estado, dos chefes da droga que dominam a região”, afirmou. Autoridades de Tamaulipas, onde, no ano passado, foram registrados 70 assassinatos e mais de 120 sequestros relacionados ao tráfico de drogas, aplaudiram a chegada da ajuda federal.

“Temos confiança no governo federal e nos sentimos mais traquilos e seguros nas ruas das cidades fronteiriças”, disse à Reuters Miguel Chávez, coordenador da Procuradoria de Tamaulipas.

Fonte: Último Segundo