Alcoólicos Anônimos oferecem ajuda

A Associação dos Alcoólicos Anônimos (AA) mantém uma rede de atendimento em Roraima que inclui 13 grupos, sendo nove na Capital e quatro no interior, para socorrer pessoas que estão dispostas a se livrar do vício.

Os grupos se reúnem pelo menos duas vezes por semana para atividades educativas, com palestras de especialistas em saúde, e para a troca de experiência na superação da dependência.

A troca de experiência é a base do tratamento proposto pelo AA, que busca ainda a força interior e divina para vencer o vício. Dos doze passos necessários para a recuperação, o primeiro diz que a pessoa deve admitir a derrota para o álcool. No segundo e no terceiro, deve acreditar que é possível vencer, com a ajuda de uma força superior.

?Esses três passos são os mais difíceis e os mais importantes. Se o associado conseguir vencê-los, poderá chegar até o fim?, comenta o diretor Administrativo do escritório central do AA em Roraima.

A evolução do tratamento é controlada com a distribuição de fichas, que premia os associados conforme o tempo que conseguem manter-se afastados da bebida. Ao ingressar no grupo, o interessado recebe a primeira ficha. A distribuição prossegue ao completar três meses, seis meses, nove meses e um ano. Depois disso, a premiação é anual.

Mas poucas pessoas mantém-se firme no propósito de deixar o vício. ?A cada cem pessoas que nos procuram, apenas dez permanecem?, informa o diretor, freqüentador do grupo há seis anos.

?O alcoolismo não tem cura. Enquanto as pessoas não acreditarem nisso, não vão conseguir ficar longe da bebida?, afirma.

Os grupos de Alcoólicos Anônimos funcionam nos bairros São Vicente, Liberdade, Caranã, São Francisco, Asa Branca, Nova Cidade, Centro, Pintolândia e Tancredo Neves, além dos municípios de Mucajaí, Caracaraí, Cantá e Pacaraima.

Quem estiver interessado deve procurar uma dessas unidades ou informar-se pelo telefone 623- 5030. A entidade recebe pedido de ajuda de familiares e envia seus membros para convidar o dependente a participar das reuniões. (L.G.)

Fonte: Folha de Boa Vista