Prejuízos do Beber Compulsivo

Binge Drinking Among US Adults

Naimi, Timothy S.
Brewer, Robert D.
Mokdad, Ali
Denny, Clark.

Fonte: JAMA, 289: 70 – 75; 2003

O abuso de álcool é responsável por aproximadamente 100 000 mortes por ano nos EUA sendo considerado a terceira maior causa prevenível de morte neste país. O “binge drinking” (BD) ou beber compulsivo (BC) que é definido como consumo de 5 ou mais doses de álcool em uma ocasião, geralmente resulta em um déficit cognitivo agudo e leva uma parcela substancial das mortes relacionados ao abuso do álcool.

Os efeitos adversos à saúde relacionados ao beber compulsivo são:

lesões corporais (acidentes de trânsito, quedas, afogamento, queimaduras e hipotermia)
intoxicação aguda por etanol
suicídio
hipertensão e infarto agudo do miocárdio
pancreatite
gastrites
doenças sexualmente transmissíveis
meningite
diabetes não controlada

O beber compulsivo tem importante impacto social e econômico em decorrência de homicídios, assédio e violência sexual, seqüestro e abuso infantil, síndrome fetal alcoólica, gravidez indesejada e perda da produtividade que são situações diretamente relacionadas a este comportamento.
Artigos recentes mostram que as reduções anteriormente obtidas no consumo de álcool atingiram um platô na década de 90 e a prevalência do beber compulsivo e os efeitos adversos relacionados a este padrão tem crescido ultimamente. Se levarmos em consideração que pessoas que fazem uso do álcool compulsivamente repetem este padrão, então os prejuízos podem ser ainda maiores. Os autores utilizaram os dados de um levantamento dos EUA conhecido como Behavioural Risk Factor Surveillance System (BRFSS) para quantificar o número de indivíduos com comportamento compulsivo do álcool (BD) no período de 1993 a 2001.

Métodos

O questionário foi aplicado pelo telefone em 50 estados americanos em indivíduos com mais de 18 anos. Abordava as seguintes questões sobre o álcool:
1. Uso de álcool no último mês
2. Freqüência do uso (dias/semana ou mês)
3. Número de drinques consumidos em um dia
4. Freqüência com que o entrevistado fazia uso de 5 ou mais doses de álcool em uma única ocasião (episódios de BD)

Beber compulsivo (BC) foi definido como consumo de 5 ou mais doses de álcool em uma única ocasião nos últimos 30 dias.
Uso moderado do álcool foi definido como “consumir uma média de 2 driques ou menos por dia para homens e 1 drink ou menos por dia para mulheres.
Consumo pesado (heavy drinking) foi definido como qualquer consumo acima do estipulado para uso moderado. A média de doses diária foi obtida a partir da multiplicação dos dias em que o entrevistado fez uso de álcool pela media de doses ingerida em um dia dividido por 30. O tamanho da amostra variou de 102.263 em 1990 para 212 510 em 2001.

Resultados

Os autores verificaram que de 1993 para 2001 o número de episódios de beber compulsivo aumentaram de 1,2 bilhões para 1,5 bilhões.
Os episódios de beber compulsivo/pessoa/ano aumentaram em 17% no mesmo período. Em 2001, 14,3% dos adultos americanos tiveram pelo menos 1 episódio de beber compulsivo.
Entre 1995 e 2001 houve um aumento de 35% nos episódios de beber compulsivo por pessoa por ano. Os homens foram responsáveis por 81% do total dos episódios e por volta de 69% dos episódios ocorreram em pessoas com mais de 26 anos.
Em 2001, os indivíduos com idade entre 21 e 25 anos e indivíduos com 18 a 20 anos (idade que nos EUA não é permitido beber) foram os que apresentaram o maior número de episódios de beber compulsivo. Durante o período do estudo, pessoas com menos de 21 anos foram as que tiveram o maior aumento de episódios. Indovíduos com mais de 55 anos foram as apresentaram o menor número de episódios de beber compulsivo (menos de 3 episódios/ ano).
De maneira geral, os indivíduos que apresentaram o comportamento do beber compulsivo (73%) eram consumidores moderados de álcool. Um dado muito relevante é que os indivíduos com tal comportamento tiveram chance 14 vezes maior de dirigir sob efeito do álcool quando comparados aos que não beberam compulsivamente.
Os autores concluíram que o beber compulsivo é um comportamento comum e difundido nas diversas camadas sociais. É mais freqüente naqueles com idade igual ou superior a 26 anos. Beber compulsivo está altamente relacionado a dirigir sob efeito do álcool. Os autores sugerem que medidas deveriam ser implantadas para controle do beber compulsivo.

Site Álcool e Drogas sem Distorção (www.einstein.br/alcooledrogas)/Programa Álcool e Drogas (PAD) do Hospital Israelita Albert Einstein