Contrabando de cigarro bate 47% em MS

Do total de cigarros vendidos e consumidos anualmente em Mato Grosso do Sul, cerca de 1 bilhão de cigarros, 47%, ou o correspondente a 470 milhões de unidades são produtos ilegais, contrabandeados, falsificados ou vendidos sem nota fiscal. No Brasil em 2003, foram vendidos 40 bilhões de cigarros ilegais, o que corresponde a aproximadamente 30% do mercado total do produto, estimado em 140 bilhões de unidades/ano.

Dados recentes da Associação Brasileira de Combate à Fiscalização – ABCF mostram o tamanho e o impacto da indústria de falsificação de cigarros no País, causando os seguintes prejuízos: R$ 700 milhões/ano para a indústria cigarreira; cerca de R$ 1,5 bilhão/ano aos cofres públicos pela sonegação de impostos; e cerca de 35 mil toneladas de fumo “in natura” que deixam de ser produzidas por ano no País, o que representa R$ 200 milhões/ano que deixam de ser faturados pelos fumicultores brasileiros. Em função desses números, a indústria do tabaco tem solicitado às autoridades federais medidas de impacto para que a prática da falsificação seja dificultada.
Fonte: Correio do Estado