Ações educativas e culturais no combate ao Fumo

Cerca de 200 mil pessoas morrem por ano, no Brasil, em consequência do tabagismo, segundo dados da Organização Mundial da Saúde. No mundo, o levantamento choca mais ainda. Anualmente, são estimadas 5 milhões de mortes, podendo chegar a 10 milhões, em 2030, caso não haja controle.

Na próxima terça-feira (31), como é feito há 17 anos, comemora-se o Dia Mundial de Combate ao Tabagismo.

Este ano, o tema proposto pela OMS e divulgado pelo Ministério da Saúde em todo o Brasil é Profissionais de Saúde no Controle do Tabaco. O objetivo é mobilizar os profissionais de saúde para que fortaleçam a sua participação social no controle do tabagismo.

Para lembrar a data, a DASC (Divisão de Assistência à Saúde da Comunidade da UEL), o HU (Hospital Universitário) e o AHC (Ambulatório do Hospital de Clínicas) se juntaram e prepararam uma programação voltada ao tema desse ano intitulado “A Saúde no Combate ao Tabagismo”.

Na programação constam ações educativas e culturais que serão desenvolvidas no Campus, HU e AHC, através de apresentação teatral com a peça “É Proibido Fumar”, do grupo Meta Teatro Amador e oficinas de sensibilização com abordagem sobre o tabagismo. A 17ª Regional de Saúde também vai desenvolver ações sobre tabagismo pela cidade.
Fonte: Notícia Digital/UEL e Instituto Nacional do Câncer (INCA)