Kofi Annan: 200 Milhões usam drogas ilícitas no mundo

Brasília, 24 de junho de 2005 – Em seu pronunciamento sobre o Dia Internacional contra o Uso e o Tráfico de Drogas Ilícitas, que será celebrado no próximo domingo (dia 26 de junho), o secretário-geral das Nações Unidas, Kofi Annan, revela que 200 milhões de pessoas consomem drogas ilícitas no mundo. “Essas drogas podem ter nomes chamativos ou atraentes, como crack, erva, pico, ice e bala, mas não levam a lugar nenhum”, diz o secretário-geral da ONU, que ressalta a importância do tratamento da dependência química “como forma de salvar vidas”. Seu pronunciamento foi divulgado hoje, em Nova York.

Na sua mensagem sobre o dia 26 de junho, também divulgada hoje, o diretor-executivo do Escritório das Nações Unidas contra Drogas e Crime (UNODC), Antonio Maria Costa, diz que “os milhões de usuários de drogas ao redor do mundo ainda acreditam que “certo uso de droga” não faz mal, mas essa uma idéia que temos que modificar”. Na próxima quarta-feira, o UNODC divulgará o Relatório Mundial sobre Drogas 2005, com dados atualizados sobre a produção, o tráfico e o uso global de drogas ilícitas. O número revelado pelo secretário-geral da ONU faz parte desse relatório.

Campanha – Annan e o diretor-executivo do UNODC anunciaram o lançamento da campanha “Valorize-se. Faça escolhas saudáveis” para aumentar a conscientização global sobre o problema das drogas. “Esse slogan parece óbvio, mas para muitas pessoas essa mensagem ainda não é clara”, afirmou o diretor-executivo do UNODC, ressaltando que “todo uso de drogas é sério” e que “não existe aspecto recreativo na autodestruição”.

A campanha enviará uma mensagem de autovalorização para os jovens, fazendo um apelo que todos considerem razões de saúde para se manter longe das drogas ou parar de usá-las. “Fazer escolhas saudáveis supõe adotar um estilo de vida que tenha um efeito positivo sobre o corpo e a mente, incluindo a prática de esportes, ensinar o valor do trabalho em equipe e da disciplina e aumentar a autoconfiança”, afirmou Kofi Annan.

Mudança de atitude – Em sua mensagem sobre o Dia Internacional contra o Uso e o Tráfico de Drogas Ilícitas, o diretor-executivo do UNODC ressaltou que o uso de drogas está caindo em diversos lugares do mundo, citando especificamente os países da América do Norte. “Campanhas antidrogas contundentes e falta de apoio público ao uso dessas substâncias provam que a mudança de comportamento depende da mudança de atitude”, disse Costa. Ele afirmou também que nos lugares onde o uso de drogas está aumentando “as comunidades começam a entender que políticas negligentes sobre drogas se traduzem em baixas expectativas e falta de determinação e visão para os jovens”. Para Kofi Annan, “aqueles que ainda não se aventuraram no caminho das drogas devem aprender com os que já o fizeram e optar firmemente por não usa essas substâncias”.

O diretor-executivo do UNODC ressaltou ainda, na sua mensagem, que as ligações entre crime organizado, tráfico e consumo de drogas, lavagem de dinheiro, tráfico de armas e terrorismo “são muito claras hoje em dia”. Disse também que “um número significante de acidentes de trânsito fatais está relacionado às drogas ilegais, assim como também ao álcool”. Para ele, as respostas da sociedade ao uso de drogas “devem vir de todas as direções e serem focadas na oferta, na demanda, na prevenção e no tratamento”. Ele lembrou da ligação entre o uso de drogas e a epidemia de HIV/Aids e fez um apelo aos pais, professores e líderes políticos que mandem uma mensagem clara, desaprovando o uso de drogas publicamente.
Fonte:UNODC Brasil