fbpx

Campo Novo forma 500 crianças para ficarem longe das drogas – MT

Neste fim de semana em Campo Novo dos Parecis – MT, 500 crianças foram formadas pelo Programa Educacional de Resistência as Drogas e a Violência –Proerd. O evento contou com a presença do Comandante Geral da Polícia Militar no Estado, Coronel Leovaldo Emanuel Sales, do Comandante da Regional VII, Cel. Carlos Estevão Souza de Figueiredo, do Vice-Prefeito Sérgio Estefano, entre outras autoridades municipais e da Polícia Militar.

Conforme o Comandante Geral o trabalho preventivo que vem sendo desenvolvido em todo o estado, por meio desse programa, contribuirá na melhoria a médio prazo nos índices de criminalidade. “As crianças só valorizam aquilo que efetivamente é bom. E estar nessa solenidade e ver a reação dessas crianças valorizando o trabalho realizado pelo policial demonstra que estamos no caminho certo”, destacou o Comandante Geral, cel. Sales, lembrando que esse programa atribuiu um grande valor na vida de cada um desses alunos.

Já segundo o Coronel Carlos Estevão, a Polícia Militar do estado de Mato Grosso está mudando o seu conceito de se fazer polícia. Ao invés de combater o cidadão transgressor da Lei, o foco principal está sendo voltado para a sociedade e os cidadãos de bem. O instrumento utilizado para mudar esse cenário é a presença direta do policial na sociedade, no desenvolvimento de projetos sociais como o Proerd.

Outro ponto destacado pelo Coronel Carlos Estevão é o fato de que com esse projeto e as ações desenvolvidas, o policial está colaborando para a formação de um mundo melhor. “Essas crianças tiveram a oportunidade de conhecer o que é certo e o que é errado, agora o que falta é uma melhor interação entre os pais e os seus filhos, exercendo o verdadeiro significado da palavra amor”, frisou o coronel.

A mudança que o Proerd está causando na vida desses jovens já está começando a ser sentida, como é o caso de Jéferson Alves de Oliveira. “Aprendi muito, principalmente o que é certo do que é errado, hoje, não fico mais na rua e passei a respeitar mais a minha mãe”, destacou o aluno de nove anos, que segundo a sua mãe, Lúcia Alves de Loura após ele ter feito o programa, ele mudou muito e ela fica mais tranqüila quando sai e deixa seu filho em casa.

Conforme o coronel Carlos Estevão, até o final do ano, a meta é estender esse projeto para mais 14 municípios da região, chegando a atingir mais de 10 mil crianças capacitadas. Para que isso seja possível, já está sendo disponibilizado um curso de formação de instrutores.
Autor: 24 Horas News
Fonte: OBID