Tabagismo causa oito mil mortes por minuto

Em Goiás, 14% das internações na rede pública estão relacionadas ao fumo.

O Brasil contabiliza 8 mil mortes por minuto todos os dias. Os números são referentes a pessoas que fumam e passam a sofrer as conseqüências da utilização do tabaco.

No mundo, 100 mil jovens iniciam a cada dia uma jornada no mundo dos fumantes. Também no Brasil 39% do total das mortes registradas são por doenças relacionadas ao cigarro, como os casos de câncer, enfisema pulmonar, hipertensão arterial e problemas cardíacos. No Estado de Goiás, 14% das internações registradas na rede pública são por doenças associadas ao tabagismo.

Em 2005 as atividades do combate ao tabagismo têm por tema Profissionais de Saúde no Controle do Tabaco. O trabalho será coordenado pelo Programa de Controle do Tabaco – PCT, da Spais/SES.

Durante o período, serão desenvolvidas ações com intensa participação dos profissionais de Saúde, nos ambulatórios e principalmente pelos agentes do Programa Saúde da Família – PSFs, durante as abordagens de assistência às famílias nos municípios goianos.

Também faz parte da intensificação das ações de combate ao tabagismo este ano a abertura, nos próximos dias, dos serviços especialmente instalados em 9 das 15 unidades básicas de Saúde no município de Goiânia para desenvolvimento do programa.

A demanda de pacientes para esse tratamento é intensa, de acordo com a coordenadora do Programa em Goiás.

As unidades municipais instaladas na Capital já receberam 600 inscrições de fumantes em busca de tratamento, num período de 2 meses. A intensa busca pelo auxílio médico demonstra a alta demanda de pessoas que querem deixar a dependência do tabaco.

Do total de inscritos no programa, 200 com maior risco de saúde foram selecionados para o atendimento inicial que começa com abordagem psicológica em grupos. A primeira etapa do tratamento tem duração de 6 meses.

Dentre esse público, os que não conseguirem deixar o cigarro receberão tratamento com a administração de medicamentos para cessar a dependência da nicotina e controlar a ansiedade.
Autor: INCA
Fonte: OBID