Vara Federal vai combater tráfico de drogas e corrupção na fronteira

Sinézio Alcântara
de Cáceres

O combate ao tráfico de drogas na região da fronteira é um dos principais desafios da Vara da Justiça Federal em Cáceres. A firmação é do juiz federal Paulo César Alves Sobré, designado para assumir a 1ª Vara de Justiça Federal, no interior de Mato Grosso. “Temos que combater esse câncer que é o tráfico de drogas. E a instalação da Justiça Federal em Cáceres vai contribuir para esse trabalho”, assinalou Paulo Sodré durante a solenidade realizada na manhã de ontem no município.

Além do combate ao tráfico de drogas o juiz salientou que a Vara Federal vai proporcionar mais 23 empregos diretos ao município, disse referindo aos servidores concursados que farão parte da equipe. A instalação da Vara da Justiça Federal no município é a 3ª de uma série de 34 varas jurisdicionada ao Tribunal Regional Federal (TRF) da 1ª Região. A primeira foi instalada na cidade de Passos (SP) e a segunda em Caxias (MA). Ao todo serão instaladas 186 varas em todo o País.

A posição geograficamente estratégica do município, localizado na fronteira com a Bolívia, considerado um dos corredores do tráfico internacional de drogas, no entendimento do juiz Julier Sebastião da Silva, foi decisivo para que o Congresso Nacional aprovasse a instalação da Vara da Justiça em Cáceres. “O Congresso Nacional reconheceu a importância geograficamente estratégica do município”, disse acrescentando que isso significa não só um marco de crescimento, mas também uma integração entre as esferas municipal, estadual e federal.

Presidente do TRF da 1ª Região, o juiz Aloísio Palmeira Lima, disse que além do tráfico de drogas, a Vara da Justiça Federal em Cáceres, irá contribuir para o combate da corrupção. “Diante da crise em que passa o País é necessário que fortaleçamos as nossas instituições. A Vara Federal em Cáceres será de relevância para contribuir no combate de drogas e da corrupção”, afirmou acrescentando que “será a moralização dos costumes e das práticas da democracia”.

A Vara Federal no município, na avaliação do juiz Ítalo Fioravante Sabo Mendes, é de fundamental importância para o Brasil diante da posição geográfica de Cáceres no cenário nacional. “Representa a participação efetiva da Justiça Federal na fronteira Oeste do Brasil”, disse.

O prefeito Ricardo Henry destacou que além da garantia constitucional da ordem e da geração de novos empregos no município, a instalação da Vara Federal em Cáceres, irá otimizar a tramitação dos processos e facilitar o acesso dos cidadãos a Justiça Federal. A Vara Federal de Cáceres terá 97.289 mil quilômetros de jurisdição, devendo atender cerca de 300 mil pessoas. Além de Cáceres, a TRF deverá instalar mais duas varas no Estado. Uma em Rondonópolis e outra em Sinop.
Fonte:24horas News