Não-fumante exposto à fumaça de cigarro corre mesmo risco de ter câncer

Uma pessoa não fumante exposta à fumaça de cigarro corre praticamente o mesmo risco de ter câncer no pulmão que um fumante. A afirmação é da coordenadora do Programa Nacional de Controle do Tabagismo do Instituto Nacional de Câncer (INCA), Tânia Cavalcante.

Segundo Tânia Cavalcante, a fumaça que polui o ambiente tem aproximadamente 15 vezes mais nicotina, 21 vezes mais monóxido de carbono; e de 10 a 50 vezes mais substâncias cancerígenas, o que mostra que as áreas reservadas pelos estabelecimentos para fumantes e não fumantes não protegem as pessoas dos males causados pelo fumo.

“Pessoas que fumam de um a seis cigarros por dia correm um risco de seis vezes maior de ter câncer de pulmão, e uma pessoa que se expõe passivamente à fumaça corresponde a alguém que fuma 4 a 10 cigarros por dia, e corre um risco desnecessário de ter um câncer no pulmão”, alertou a coordenadora do Instituto.
Fonte: Agência Brasil