UNODC parabeniza PF por operação Caravelas

Brasília, 16 de setembro de 2005 – Por meio de fax enviado hoje ao Diretor Geral da Polícia Federal, delegado Paulo Lacerda, o representante do Escritório das Nações Unidas contra Drogas e Crime (UNODC) para o Brasil e Cone Sul, Giovanni Quaglia, parabenizou a PF pela “Operação Caravelas”, que apreendeu ontem no Rio de Janeiro cerca de duas toneladas de cocaína prontas para serem enviadas para o mercado consumidor europeu.

Quaglia disse que o sucesso da operação se deve ao trabalho de inteligência desenvolvido pela PF, assim como à capacitação dos seus agentes. Para o representante do UNODC, a “Operação Caravelas” confirma o “profissionalismo da Polícia Federal” e demonstra que a o DPF está “em linha com as estratégias das mais importantes polícias do mundo, privilegiando a análise da informação e definindo o momento certo de agir”.

Ainda segundo o comunicado, a PF está potencializando seus resultados ao, simultaneamente, apreender grandes quantidades de drogas ilícitas e deter os criminosos responsáveis pelo tráfico internacional dessas substâncias.

De acordo com o mais recente edição do Relatório Mundial sobre Drogas, divulgado pelo UNODC em junho deste ano, o valor global do mercado das drogas ilícitas no varejo é de US$ 321,6 bilhões. As vendas no atacado, como seria o caso da droga apreendida pela “Operação Caravelas” , são estimadas em US$ 94 bilhões.

O relatório do UNODC ressalta a importância da cocaína nesses mercados. No varejo, as vendas globais de cocaína são estimadas em US$ 70,5 bilhões, e no atacado, em U$ 18,8 bilhões. Em todo o mundo, estima-se que 13,7 milhões de pessoas (ou 0,3% da população entre 15 e 64 anos) consumiram cocaína no último ano. Os Estados Unidos e a Europa são os principais mercados consumidores dessa droga.

Leia a seguir a íntegra do comunicado enviado pelo representante do UNODC no Brasil, Giovanni Quaglia, ao diretor-geral da Polícia Federal, delegado Paulo Lacerda.

Estimado Sr. Diretor Geral,

Em nome do Escritório das Nações Unidas contra Drogas e Crime (UNODC), tenho a satisfação de parabenizar o Departamento de Polícia Federal pela Operação Caravelas, que nesta quinta-feira (15/09/2005) apreendeu na cidade do Rio de Janeiro cerca de duas toneladas de cocaína que seriam enviadas para a Europa, assim como integrantes da organização criminosa responsável pelo tráfico da droga.

Essa bem-sucedida operação confirma o profissionalismo do DPF no enfrentamento do tráfico internacional de drogas, com ações de inteligência e agentes devidamente capacitados. Dessa forma, a Polícia Federal brasileira demonstra estar em linha com as estratégias adotadas pelas mais importantes polícias do mundo, privilegiando a análise da informação e definindo o momento certo de agir. Assim, potencializa os resultados de suas ações e consegue apreender quantidades significativas de drogas ilícitas, assim como os criminosos responsáveis por traficá-las em escala internacional.

Sem mais nesse momento, despeço-me reafirmando minha admiração pelo trabalho do Departamento de Polícia Federal e dos seus policiais.

Muito atenciosamente,

Giovanni Quaglia
UNODC Brasil e Cone Sul – Representante Regional
Fonte:UNDOC