Jovens começam a beber dentro de casa

O alcoolismo está entre as drogas de maior relevância no Brasil, sendo o consumo superior ao das drogas ilícitas. Estima-se que 11,2% da população seja dependente de álcool, conforme pesquisa do Centro Brasileiro de Informações sobre Drogas Psicotrópicas – Cebrid.

Os dados específicos da Região Sul apontam que 69,4% da população já consumiu álcool alguma vez na vida.
Outra pesquisa desenvolvida pelo Cebrid com estudantes de 10 capitais apontou que 40% dos entrevistados de 12 a 18 anos ingeriram bebida alcoólica pela primeira vez em casa. Os dados confirmam que nos últimos anos têm aumentado a dependência entre jovens e mulheres.

Conforme a Associação dos Alcoólatras Anônimos de Santa Catarina, geralmente o dependente de álcool demora para aceitar a dependência. Nesses casos, o apoio da família e dos amigos é fundamental.

Geralmente a pessoa é levada para o grupo pelos amigos, onde são compartilhadas experiências. O tempo de recuperação depende de cada pessoa. Aos poucos, a pessoa vai tendo consciência dos seus limites e volta a ter uma vida normal – disse um dos membros da AAA/SC. Atualmente a Associação dos Alcoólatras Anônimos possui 235 grupos no Estado.
Fonte: Diário Catarinense