Aumento de Cirrose entre os ingleses é atribuído à grande disponibilidade de álcool

O Professor Ian Gilmore, Especialista em doenças do fígado do Hospital Universitário de Liverpool, atribui os altos índices de cirrose à grande disponibilidade de álcool no país.

O hábito de beber após o trabalho vem crescendo entre os jovens britânicos, e conseqüentemente, a cirrose: entre as mulheres de 35 a 44 anos os casos de cirrose aumentaram sete vezes desde a década de 70, segundo Liam Donaldson, um dos maiores especialistas do Reino Unido.

Uma Porta-Voz do British Liver Trust, organização que se dedica a combater as doenças hepáticas, advertiu que estas não estão restritas aos consumidores de 40 ou 50 anos, e cada vez mais atingem pessoas de 0 a 30 anos.

Martin Plant, Professor de Estudos sobre dependência química na University of West England, apresentará na próxima semana um estudo comparativo que demonstra que a extensão das horas de abertura dos bares em diferentes países teve um efeito muito nocivo sobre a saúde pública.

Na Austrália os bares que optaram por abrir uma hora a mais, viram duplicar os casos de violência relacionados ao álcool, enquanto na Islândia o resultado foi tão alarmante que foi aprovada uma nova Lei, mas rígida.
Fonte: Boletim Eletrônico ACCA – Edição nº 29