Cresce consumo de pílulas para dormir entre motoristas

Com uma tendência de encarar como um zumbi e ir em direção a objetos estacionários, uma nova espécie de motorista debilitado está caindo na estrada – o motorista do Ambien.

Ambien, a pílula pra dormir prescrita mais bem vendida dos Estados Unidos, está aparecendo com regularidade como um fator em prisões de trânsito, às vezes envolvendo motoristas que mais tarde disseram estar dormindo ao volante e não se lembram de pegarem o volante depois de terem tomado a droga.

Em alguns laboratórios de toxicologia estatais, Ambien chega à lista das 10 drogas mais encontradas em motoristas debilitados. Oficiais de Wisconsin identificaram Ambien na corrente sanguínea de 187 motoristas presos de 1999 a 2004.

E enquanto mais pessoas tomam o medicamento – 26.5 milhões de drogas prescritas neste país ano passado – há sinais de que prisões de direção relacionadas à droga estão crescendo. No Estado de Washington, por exemplo, oficiais contaram 78 prisões de motoristas incapacitados que estavam sob o efeito de Ambien, ano passado; aumento dos 54 motoristas em 2004.

O fabricante da Ambien, Sanofi-Aventis, disse que os registros da droga depois de 13 anos em uso neste país mostram que ela é segura quando tomada como o direcionado. Mas uma Porta-Voz, Melissa Feltmann, escreveu em uma mensagem de e-mail, “Nós estamos cientes de relatórios de pessoas dirigindo enquanto sonâmbulas, e esses relatórios foram cedidos pela Administração de Drogas e Alimentos – FDA dos Estados Unidos como parte de nossa progressiva avaliação pós-marketing sobre a segurança de nossos produtos”.

Uma porta-voz da FDA disse que os atuais rótulos de alerta da droga, os quais dizem que não deve ser usada com álcool e em alguns casos podem causar sonambulismo ou alucinações, eram suficientes. “Pessoas deveriam estar cientes disso”, disse a porta-voz, Susan Cruzan.

Enquanto o álcool e outras drogas estão, às vezes, também envolvidos nos casos de trânsito envolvendo Ambien, os condutores tendem a se sobressair de outros motoristas sob influência de entorpecentes. O comportamento pode incluir dirigir na contra-mão ou bater contra postes luz ou carros estacionados, assim como parecerem distraídos com os oficias de polícia, de acordo com uma demonstração, mês passado, em uma reunião de cientistas forenses.

“Estes casos são extremamente bizarros, com estragos extremos”, disse Laura J. Liddicoat, uma Supervisora de Toxicologia Forense em um laboratório estatal em Wisconsin, o qual fez a apresentação.

A apresentação de Liddicoat, a qual relatou seis casos, foi feita em uma reunião da Academia Americana de Ciência Forense, onde seus colegas de outras partes do país trocaram histórias semelhantes.

Vários dos casos dela envolveram motoristas cujo sangue revelou prova de overdoses de Ambien. Em um deles, um condutor, o qual também tomou o antidepressivo Celexa, batido num carro estacionado, estava envolvido em outra colisão próxima, quando desacelerou na curva. Quando confrontado por um policial, ele não relembrava nenhum dos eventos recentes, de acordo com a apresentação.
Fonte:Ultimo Segundo