Secretaria de Saúde promove Caminhada no Dia Mundial sem Tabaco – RS

A Secretaria Municipal da Saúde da cidade de Rio Grande e o Programa Municipal de Controle do Tabagismo comemoram o crescimento das ações que limitam o fumo. Convidam toda a comunidade para participar da VII Caminhada em Comemoração ao Dia Mundial sem Tabaco, no próximo dia 31 de maio. A concentração e a saída ocorrerão no Largo Dr. Pio, às 9:30h.

O evento terá como tema Tabaco: mortal em todas as suas formas e disfarces. A caminhada contará com a participação de representantes das empresas parceiras que já transformaram seus locais de trabalho em Ambientes Livres do Tabaco e são responsáveis pela distribuição de folhetos informativos e preventivos, onde consta a lei nacional que proíbe o uso do fumo em ambientes fechados.

Na área acadêmica do Hospital Universitário estarão expostos cartazes e material alusivo aos malefícios do fumo. A idéia é alertar os universitários da saúde sobre a importância de serem “profissionais modelos” e formadores de opinião, evitando comportamentos prejudiciais à manutenção de uma boa qualidade de vida.

Caso do Uruguai

Em 1º de março de 2006, o Uruguai tornou-se o primeiro país da América Latina e o quinto do mundo a ser livre da fumaça do cigarro. No dia, entrou em vigor uma rigorosa proibição de fumar em qualquer espaço público ou privado, como escritórios, shoppings, corredores residenciais, até bares, restaurantes e cassinos.

O Presidente do Uruguai Tabaré Vásquez, médico oncologista de 66 anos, é o maior defensor e incentivador da lei, avaliando os danos que o fumo traz para a saúde, a economia e o meio ambiente no seu país.

Multas pesadas serão aplicadas no Uruguai para garantir o cumprimento do decreto. Proprietários de estabelecimentos, onde forem flagrados freqüentadores fumando, terão de pagar o equivalente a mais de US$ 1 mil. Se a infração se repetir, o valor da multa dobrará, e, na terceira vez, o local será fechado por um período determinado. Butão, Irlanda, Noruega e Nova Zelândia proíbem o cigarro em espaços públicos. Há proibições parciais em cidades como Nova York, em 11 estados americanos, em nove províncias do Canadá e em países como Espanha e Escócia.
Fonte: Agora Online