Cigarro é uma das maiores causas de câncer de pulmão

Dados do Instituto Nacional de Câncer – Inca indicam que o câncer de pulmão é o mais comum de todos os tumores malignos, apresentando um aumento por ano de 2% na sua incidência mundial. Segundo o Inca, em 90% dos casos diagnosticados, esse tipo de câncer está associado ao consumo de derivados de tabaco. O Pneumologista do Hospital Samaritano, Roberto Stirbulov, alerta que dos quatro tipos de câncer de pulmão conhecidos hoje, três têm relação com o cigarro.

Somente no Brasil, o câncer de pulmão foi responsável por 14.715 óbitos em 2000, sendo o tipo que mais fez vítimas. Segundo a Estimativa de Incidência de Câncer do Inca, a doença deverá atingir 27.170 brasileiros (17.850 homens e 9.320 mulheres) em 2006.

“Certamente, o cigarro é causa estabelecida de câncer de pulmão, ou seja, pode ser considerado seu principal vilão”, afirma Stirbulov. Para o especialista, o fumo passivo também é fator de risco. “Diversos trabalhos publicados mostram que esposas não-fumantes de maridos tabagistas morrem mais de câncer de pulmão do que esposas não-fumantes casadas com homens igualmente não fumantes”, observa o especialista.

O Pneumologista do Samaritano, Roberto Stirbulov, está à disposição para dar mais informações sobre o câncer de pulmão e falar sobre os principais sintomas e tratamento da doença.
Fonte: Canal Rio Claro