Campanha antitabagista tem resultado positivo em Várzea Grande – MT

A campanha desse ano chamou a atenção da população para o fato de que os produtos derivados do tabaco, independente de suas formas e disfarces – como cigarros com sabor de menta e chocolate – são igualmente danosos à saúde.

“Quem fuma tem chances muito maiores de apresentar doenças cardíacas e respiratórias, assim como desenvolver diversas formas de câncer, doenças bucais e até impotência sexual”, afirma o médico e Secretário de Saúde de Várzea Grande, Arilson Arruda. “Isso sem falar nas pessoas que não fumam, mas vivem com fumantes, os chamados fumantes passivos”.

A campanha foi norteada por quatro estratégias básicas: prevenir o consumo, proteger os indivíduos dos males causados pela exposição à fumaça dos produtos derivados do tabaco, promover a cessação do uso desses produtos e regulamentá-los.

O Brasil é um dos países mais avançados na área de regulação. Entre as medidas tomadas até o momento destacam-se: a fixação dos limites máximos dos teores de alcatrão, nicotina e monóxido de carbono para cigarros; a proibição da propaganda dos produtos derivados do tabaco na mídia falada, escrita e eletrônica; proibição do patrocínio de eventos culturais e esportivos pela indústria do tabaco e a proibição do fumo em ambientes coletivos fechados. (Secom-VG)
Fonte: Diário de Cuiabá