Programa para Prevenção e Atenção ao Uso de Álcool inaugura nova sede com simpósio sobre álcool e drogas -SP

O Programa de Ações Integradas para Prevenção e Atenção ao Uso de Álcool e Drogas na Comunidade – PAI-PAD da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto – FMRP, da Universidade de São Paulo – USP,terá novo endereço com a abertura de sua Unidade de Treinamento Profissional, na avenida Santa Luzia, 383, no Jardim Sumaré, em Ribeirão Preto. A inauguração está programada para às 10h30, no dia 01/09. Na programação está previsto também a realização de um simpósio sobre o tema “Álcool e Drogas – da Prevenção à Reabilitação”, a partir das 14 h, no Centro de Convenções de Ribeirão Preto na Rua Bernardino de Campos, 999.

Na programação do simpósio estão relacionadas a participação do Superintendente do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto,- HCFMRP/USP, Prof. Dr. Milton Roberto Laprega, da Dra. Luizemir Lago, Presidente do Conselho Estadual de Entorpecentes – CONEN/SP e do Prof. Dr. Telmo Mota Ronzani, da Universidade Federal de Juiz de Fora – UFJF. Os interessados poderão fazer inscrições pelos telefones (0XX16) 3602-2727 e 3904- 9474.

Unidade de Treinamento Profissional

A proposta de instalação de uma sede para a Unidade de Treinamento Profissional – UTP do PAI-PAD surgiu da necessidade de um espaço maior para o trabalho iniciado em setembro de 2002, em sala das dependências do Departamento de Neurologia, Psiquiatria e Psicologia Médica da Faculdade de Medicina, no Hospital das Clínicas.

O PAI-PAD, que no começo das atividades era financiado por meio de recursos destinados pela Organização Mundial da Saúde – OMS, pôde estabelecer recentemente uma parceria com a Secretaria Estadual da Saúde, para o oferecimento do programa de implementação das intervenções breves para o álcool na rede pública de saúde. Esta parceria teve origem a partir da apresentação de uma proposta conjunta do Coordenador do PAI-PAD, Prof. Dr. Erikson Felipe Furtado e do Superintendente do Hospital das Clínicas, Prof. Dr. Milton Roberto Laprega.

O programa de prevenção funciona com a realização de cursos de treinamento e qualificação de agentes de saúde para o diagnóstico precoce do consumo de álcool sob condições de risco. No PAI-PAD, o planejamento de estratégias para diagnóstico precoce e intervenções breves, que consistem na orientação e esclarecimento, prioriza o paciente que esteja consumindo bebidas alcoólicas sob padrões de risco, sem que ainda tenha sido caracterizada a dependência.

Segundo o Prof. Erikson Furtado, antes da parceria com o Estado, a equipe era formada por três profissionais cedidos pela Divisão Regional de Saúde – DIR-18. Com a saída recente de dois destes profissionais, a equipe ficou “drasticamente reduzida”, com risco de comprometimento da continuidade do programa. “Com este apoio da Secretaria Estadual da Saúde, nós pudemos contratar e fizemos concurso”, disse, informando que foram contratados dois psiquiatras, dois psicólogos, dois enfermeiros, uma assistente social, dois escriturários e um técnico de informática.

A nova sede do PAI-PAD está sendo denominada como Unidade de Treinamento Profissional. Segundo o Prof. Erikson Furtado, isto significa “que o lugar será utilizado para treinamento de profissionais da rede pública, do mesmo molde dos treinamentos que vinham fazendo com equipes de saúde da família. É também um espaço para que nossa equipe possa, por exemplo, estar trabalhando em cima do controle e análise dos dados que a gente coleta sobre o sistema de saúde e como ele está trabalhando na implementação das estratégias de intervenção breve”.

Nas Estratégias de Diagnóstico e de Intervenções Breves – EDIBs, o agente de saúde utiliza um questionário conhecido como Alcohol Use Disorders Identification Test (Teste de Identificação do Uso Desordenado de Álcool, em português), – AUDIT que serve para diagnosticar o grau de consumo de bebida alcoólica. Dependendo do resultado deste questionário, ele pode aplicar diferentes estratégias de intervenção. Nos treinamentos, os orientadores do PAI-PAD também divulgam a tradução de dois manuais editados pela OMS, sob o título “Intervenções Breves para Uso de Risco e Uso Nocivo de Álcool”.

Com a instalação da nova sede, segundo o Prof. Erikson Furtado, surge também a proposta de aperfeiçoamento de “uma estratégia de treinamento à distância via Internet”. A equipe estaria no lugar, trabalhando na montagem dos materiais didáticos e preparando novas edições dos manuais. Uma linha telefônica também seria disponibilizada para consultas das equipes de saúde da família e de atenção básica de Ribeirão Preto e região, “que necessitem de orientação e assessoria neste trabalho de prevenção e atenção ao uso de álcool na comunidade”.
Autor: Assessoria de Imprensa do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto
Fonte: OBID