Conselho Estadual de Entorpecentes define planejamento para implantação de sedes no interior – SE

Representantes de vários órgãos públicos de Sergipe que compõem o Conselho Estadual de Entorpecentes – Conen de Sergipe vêm se reunindo periodicamente para definir novas diretrizes a fim de continuar fortalecendo as ações de prevenção ao consumo indiscriminado de drogas em todo o estado. Nos últimos encontros foi elaborado um Plano de Ação repleto de sugestões para a aplicação efetiva das equipes interdisciplinares que compõem o Conselho.

Os encontros estão reunindo servidores das Secretarias da Segurança Pública, Saúde, Educação, Fazenda, do Ministério Público e de outras Instituições que discutem sobre as políticas antidrogas em Sergipe. Em pauta, principalmente, a instalação do Conen em pólos regionais, sobretudo em cidades limítrofes dos estados vizinhos, a exemplo de Propriá, Canindé do São Francisco, Cristinápolis e outras onde o problema do narcotráfico e consumo de drogas ainda desafia o poder público e assola centenas de famílias.

Das discussões provenientes da I Semana Estadual Antidrogas, realizada no período de 14 a 18 de agosto, foram extraídos pontos relevantes e que devem ser aplicados de imediato. O objetivo do Plano de Ação do Conen é estreitar a parceria entre os órgãos e promover uma maior participação da iniciativa privada e de Organizações Não Governamentais nas ações do Conselho Estadual Antidrogas.

Uma das principais preocupações no plano de ação do Conen é fomentar nos municípios a importância da criação de grupos de estudo que discutam a ação e conseqüência das substâncias psicoativas no organismo, sempre por meio de argumentos preventivos que ajudem o jovem a evitar o contato com as drogas. A idéia é inserir nas grades curriculares de cursos universitários temas relevantes para os jovens, a exemplo de alcoolismo no trabalho e as conseqüências com o consumo exagerado de drogas.

Na área da saúde, o planejamento do Conen terá como foco o incentivo às Secretarias especializadas dos municípios para que estas desenvolvam ações preventivas junto à comunidade. A idéia também é capacitar as equipes do programa de saúde da família e realizar um seminário com representantes dos conselhos municipais de saúde e entorpecentes, padronizando o monitoramento das ações em cada região.

Com relação à prevenção ao uso de narcóticos, os últimos encontros do Conen vêm enfatizando a necessidade de estimular a ação dos órgãos policiais em áreas onde o tráfico de drogas é maior. O objetivo é desenvolver uma conscientização junto aos delegados e oficiais de unidades policiais em diversas regiões do Estado. Os técnicos do Conen vêm priorizando a ação interdisciplinar de órgãos públicos, Organizações Não Governamentais e iniciativa privada para agilizar a implantação do Conselho no interior do Estado e continuar contribuindo para a prevenção ao uso de drogas em Sergipe.
Autor: Agência Sergipe de Notícias
Fonte: OBID