Consumo de maconha pode piorar quadros de psicose

A maconha é uma das drogas ilícitas mais consumidas no mundo. Seus efeitos sobre o organismo são extensamente estudados, especialmente os transtornos mentais que esta droga pode provocar no usuário. O uso de maconha associa-se à presença de distúrbios psiquiátricos, sobretudo o transtorno bipolar, conforme revelou um grupo de pesquisadores à revista Archives of General Psychiatry, em Janeiro de 2007. O trabalho teve por objetivo avaliar os efeitos que o consumo da maconha produz neste transtorno psíquico, bem como analisar a evolução de ambas condições após a hospitalização.

O estudo contou com a participação de 144 pessoas portadoras de transtorno bipolar tipo I (distúrbio maníaco-depressivo), com idades entre 12 e 45 anos.

Após cinco anos de acompanhamento dos voluntários, os autores chegaram à conclusão que os efeitos produzidos pelo consumo de maconha, por indivíduos portadores de distúrbio bipolar são menos intensos que aqueles gerados pelo consumo de álcool por estes mesmos indivíduos. Porém, não se deve menosprezar o impacto negativo que o consumo de maconha produz no curso da doença.

O tratamento imediato e agressivo da dependência, já na primeira hospitalização, associou-se a melhores resultados, inclusive com maior taxa de abandono do consumo da maconha e melhor controle do transtorno bipolar.
Fonte:Sítio UOL Estilo Saúde